Arquivos:

Currais Novos » Festa de Sant'Ana

Festa de Santana 2019 promete ser a maior de todos os tempos; Flávio José, Luan Estilizado e Cavaleiros entre as atrações

Mantendo a tradição de uma grande comemoração a Padroeira Sant’Ana, Currais Novos será palco de três grandes dias de pavilhão.

Há 211 anos a Princesa do Seridó vivencia os festejos de Sant’Ana, e esse ano será ainda maior. Logo, a população curraisnovense, filhos da terra que moram distantes e visitantes têm nesta época um momento para se confraternizar.

Num misto de cultura, lazer, fé e entretenimento, o festejo contará com a animação de atrações renomadas ao longo dos três dias de noite maior, sendo: no dia 23 (terça) “Os 3 do Nordeste” e Giullian Monte; no dia 24 (quarta) Luan Estilizado e The Clássicos; e pra fechar com chave de ouro, o dia 25 (quinta) contará com os shows de Flávio José, Cavaleiros do Forró e Robson Carneiro.

A festa, que é realizada pela Paróquia de Santana, tem como maiores apoiadores a Prefeitura Municipal de Currais Novos, Assembleia Legislativa, CDL e Fecomércio.

Foto: Profilme

Saúde

Mutirões da cidadania atendem mais de mil mulheres e crianças no RN

Moradora do sítio Baixa do Tubarão, a agricultora familiar Maria das Graças Carvalho Amorim, 28 anos, mãe de três filhos pequenos, viajou 24 km, da zona rural ao centro, para fazer uma nova via da identidade. Ela adquiriu o documento gratuitamente graças ao mutirão do Programa Estadual de Documentação da Mulher Trabalhadora Rural, realizado quinta-feira (27) e sexta-feira (28), na sede do Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais (STTR), na cidade de Apodi, distante 340 km da Capital “Estou achando muito bom poder resolver isso aqui hoje, com facilidade e na nossa própria cidade, porque a situação financeira está muito difícil e toda economia faz a diferença”, disse Gracinha, como é mais conhecida.

O sorriso no rosto da agricultora e artesã Francisca Ediones de Freitas Lima, 54, demonstra o quanto os mutirões estão sendo bem recebidos pelo seu público alvo. Ela ouviu falar da ação no noticiário do rádio, na manhã de sexta, e imediatamente se arrumou para aproveitar a oportunidade. “É de graça, recebe na hora e é aqui mesmo, perto de casa. Fui muito bem recebida e só tenho a agradecer à equipe do governo. Todos têm olhado para nós, agricultores e artesãos”, declarou.

Coordenado pela Sedraf (Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar), o Programa Estadual de Documentação da Mulher Trabalhadora Rural, lançado no Dia Internacional da Mulher (8 de março), pela governadora Fátima Bezerra, garante de forma gratuita o acesso das mulheres trabalhadoras rurais aos documentos civis e trabalhistas. Os atendimentos estão sendo realizados por meio de mutirões nas proximidades de moradia, no sentido de fortalecer a cidadania e contribuir para a autonomia dessas mulheres, possibilitando o acesso às políticas públicas e contribuir para igualdade entre homens e mulheres no Rio Grande do Norte.

O secretário Alexandre Lima disse que a meta do programa é realizar três mil atendimentos até o final do ano. “Nós buscamos atingir uma parcela da população que geralmente não são beneficiadas pelas políticas públicas. Essas ações têm aproximado essas mulheres a um direito tão básico que é a documentação. Isso facilita o acesso delas tanto às redes de promoção social quanto aos programas de inclusão produtivas. E isso só se faz com identidade”, explicou.

Ele informou que já existe um cronograma estabelecido até dezembro e todos os territórios do Estado serão percorridos. Até o momento, foram realizados mutirões em Currais Novos, Caicó, Paraú e Apodi, totalizando mais de mil emissões de documentos, muitos deles sendo primeira via, principalmente para mulheres jovens e também crianças. O público prioritário de atendimento do programa são as mulheres da agricultura familiar, acampadas, assentadas da reforma agrária, pescadoras artesanais, extrativistas, quilombolas, indígenas e mulheres trabalhadoras rurais de uma forma geral. Os mutirões têm a parceria com o ITEP-RN, prefeituras municipais e Sindicatos dos Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR).

Blog Jair Sampaio
Notícias

Cocaína encontrada com sargento da FAB é avaliada em R$ 5,6 milhões, diz jornal

Manoel, que estava com a droga

Autoridades da Guarda Civil da Espanha avaliaram em 1,3 milhão de euros (cerca de 5,6 milhões de reais) os 39 kg de cocaína encontrados com o segundo-sargento da Força Aérea Brasileira (FAB) Manoel Silva Rodrigues, segundo o jornal espanhol El País. O militar foi detido na terça-feira, 25, no aeroporto de Sevilha durante escala para o voo que seguia para o Japão, em comitiva de apoio à viagem do presidente Jair Bolsonaro à cúpula do G-20.

Segundo a publicação, a Guarda Civil, que ainda não detectou a pureza da droga, investiga qual era o destino dos entorpecentes e por qual razão o militar estava carregando os 37 pacotes dentro de uma mala de mão. As autoridades não descartam que a cocaína ficaria na Espanha e avaliam que Silva poderia ser uma “simples mula de uma organização de traficantes”. Após ser detido, o sargento teve a prisão provisória decretada por um tribunal de Sevilha, sem possibilidade de fiança, acusado de crime contra a saúde pública – que é como o Código Penal do país descreve esse tipo de delito.

A FAB comunicou ontem, em entrevista coletiva, que um Inquérito Policial Militar (IPM) foi instaurado para esclarecer o fato e que as investigações seguirão em sigilo. A detenção de um militar que fazia parte da comitiva de apoio à viagem do presidente Jair Bolsonaro teve grande repercussão na imprensa internacional às vésperas de sua estreia no G-20, encontro que reúne as vinte maiores economias do mundo e que este ano acontece em Osaka, no Japão.

O aeronave da FAB em que estava o sargento é usada como reserva do avião presidencial e, portanto, a comitiva da qual Silva fazia parte não estava no mesmo avião que transportou Bolsonaro de Brasília para para o país asiático na noite de terça-feira.

Em seu Twitter, Bolsonaro classificou o episódio como “inaceitável”. “Exigi investigação imediata e punição severa ao responsável pelo material entorpecente encontrado no avião da FAB”, afirmou o presidente. O ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, general Augusto Heleno, classificou o fato da detenção ter ocorrido antes do encontro do G-20 como uma “falta de sorte”, mas que não atrapalha a imagem do País no exterior. Heleno está em Osaka acompanhando o presidente, que nesta sexta-feira, 28, encontrou-se com o presidente da França, Emmanuel Macron, e com o mandatário norte-americano Donald Trump.

Agência Estado
Economia

Contas de luz terão bandeira amarela no mês de julho

FOTO: MARCELO CAMARGO/ARQUIVO/AGÊNCIA BRASIL

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) anunciou nesta sexta-feira, 28, que as contas de luz vão ter a bandeira amarela no mês de julho, com taxa extra de R$ 1,50 a cada 100 quilowatts-hora consumidos (kWh). Em junho, as tarifas estavam com a bandeira verde, sem custo adicional para o consumidor.

“Julho é um mês típico da estação seca nas principais bacias hidrográficas do Sistema Interligado Nacional (SIN). A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios”, disse a Aneel.

“Esse cenário requer o aumento da geração termelétrica, o que influenciou o aumento do preço da energia (PLD) e dos custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) em patamares condizentes com o da bandeira amarela.”

As duas variáveis que definem o sistema de bandeiras tarifárias são o preço da energia no mercado de curto prazo (PLD) e o nível dos reservatórios das hidrelétricas, medido pelo indicador de risco hidrológico (GSF, na sigla em inglês).

Escala

No sistema de bandeiras tarifárias, a bandeira verde não tem cobrança de taxa extra. Na bandeira amarela, a taxa extra é de R$ 1,50 a cada 100 kWh consumidos. No primeiro nível da bandeira vermelha, o adicional é de R$ 4,00 a cada 100 kWh. E no segundo nível da bandeira vermelha, a cobrança é de R$ 6,00 a cada 100 kWh.

O sistema indica o custo da energia gerada para possibilitar o uso consciente de energia. Antes das bandeiras, o custo da energia era repassado às tarifas no reajuste anual de cada empresa e tinha a incidência da taxa básica de juros. A Aneel deve anunciar a bandeira tarifária que vai vigorar em agosto no dia 26 de julho.

Estadão Conteúdo
Mega-Sena

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 10 milhões neste sábado

A Mega-Sena, que está acumulada, sorteia neste sábado (29) o prêmio de R$ 10 milhões. As seis dezenas do concurso 2.164 serão sorteadas a partir das 20h (horário de Brasília), no Espaço Loterias Caixa, no Terminal Rodoviário do Tietê em São Paulo.

De acordo com a Caixa, o valor do prêmio, caso aplicado na poupança, opoderia renderia aproximadamente R$ 37 mil por mês.

As apostas podem ser feitas até as 19h (horário de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa, em todo o país. O bilhete simples, com seis dezenas, custa R% 3,50.

EBC
Francisco do PT

Francisco do PT participa de reunião sobre mineradora que vai gerar quase 2 mil empregos em Currais Novos

O deputado estadual Francisco do PT participou, nesta sexta-feira (28), de reunião com a governadora Fátima Bezerra, sobre o Projeto Borborema da empresa Cascar Brasil Mineração, que irá iniciar a mineração de ouro na zona rural de Currais Novos.

“É com muita alegria que nós do Seridó recebemos essa notícia, pois ela se traduz na geração de emprego e renda, beneficiando a população de Currais Novos e de toda a região. É preciso fomentar, cada vez mais, o desenvolvimento regional a partir das suas potencialidades naturais”, destacou Francisco do PT que tem se empenhado em prol da implantação da câmara setorial de mineração.

Segundo informações do Governo do RN, as instalações ocuparão uma área de 490 hectares que visa a extração mineral e processamento hidrometalúrgico (beneficiamento para obtenção de ouro). O empreendimento terá capacidade de extração de até 4,2 milhões de toneladas/ano, gerando em torno de 400 empregos diretos e 1.500 indiretos.

Presentes também na reunião, o vice-governador Antenor Roberto, a senadora Zenaide Maia, o prefeito Odon Júnior (Currais Novos), além de secretários estaduais e representações da Cascar Brasil Mineração.

Emprego

Desemprego no Brasil cai a 12,3% no trimestre até maio, aponta IBGE

Ddo divulgado nesta sexta-feira pelo IBGE é o mais baixo para o período desde 2016

O número de desempregados no Brasil ficou abaixo de 13 milhões pela primeira vez desde o início do ano, mas o mercado de trabalho mostra que ainda sofre com a deterioração econômica ao registrar números recordes de desalentados e subutilizados.

Nos três meses até maio, a taxa de desemprego brasileira foi a 12,3%, de 12,5% no trimestre até abril e 12,7% no mesmo período do ano passado.

O dado divulgado nesta sexta-feira pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) é o mais baixo para o período desde 2016 (11,2%) e iguala a expectativa em pesquisa da Reuters.

“A taxa está caindo porque tem mais pessoas trabalhando. É isso, e ponto. A questão é como essas pessoas estão trabalhando. Isso afeta a pessoa em si e a estrutura econômica do país”, disse a analista da pesquisa Adriana Beringuy.

“É melhor ter algo, algum trabalho, do que nenhum.”

No período, o número de desempregados no país caiu a 12,984 milhões, de 13,177 milhões nos três meses até abril e 13,190 milhões no mesmo período de 2018. É a primeira vez que o contingente vai abaixo dos 13 milhões desde o trimestre finalizado em janeiro (12,625 milhões), quando o número ainda se beneficiava das contratações de final de ano.

“É de se esperar que, nesse período, a desocupação passe a parar de subir e estabilizar, por conta do fim do encerramento de dispensa de temporários em cada começo do ano”, explicou Adriana.

Entre março e maio, o total de pessoas ocupadas foi a 92,947 milhões, de 92,365 milhões entre fevereiro e abril e 90,586 milhões no mesmo período do ano passado.

Mas ao mesmo tempo, o levantamento de subutilizados e desalentados renovou os números recordes da série histórica iniciada em 2012, em um sinal das dificuldades dos trabalhadores diante da debilidade da economia, que corre o risco de entrar em recessão técnica após contração no primeiro trimestre.

O contingente de pessoas subutilizadas, que incluem desempregados, pessoas que gostariam de trabalhar mais horas, as que gostariam de trabalhar mas têm algum impedimento e os desalentados, atingiu 28,524 milhões.

O número de desalentados, ou a quantidade de trabalhadores que desistiram de procurar uma vaga, subiu por sua vez a 4,905 milhões.

No trimestre até maio, 33,222 milhões de pessoas tinham emprego com carteira assinada no setor privado, alta de 1,6% sobre o mesmo período de 2018.

Já o total de pessoas sem carteira assinada no setor privado aumentou 3,4%, para 11,384 milhões.

O número de trabalhadores por conta também deu um salto, de 5,1% sobre o trimestre de março a maio de 2018, chegando ao recorde de 24,033 milhões.

“O (número de trabalhadores por) conta própria não para de crescer, e está se espalhando por toda a economia por uma questão de sobrevivência diante dos dificuldades do mercado de trabalho”, disse Adriana.

O rendimento médio do trabalhador foi a 2.289 reais no período, de 2.306 nos três meses até abril e 2.292 reais no mesmo período de 2018.

Na véspera, o Ministério da Economia informou que o Brasil registrou criação líquida de 32.140 vagas formais de emprego em maio, nível mais fraco para o mês desde 2016.

Agora RN
Placas Mercosul

Placa Mercosul só será obrigatória para alguns veículos; veja quais

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) anunciou nesta sexta-feira, 28, um novo adiamento para as placas do Mercosul. Ficou estabelecido que os estados têm até o dia 31 de janeiro de 2020 para se adequarem ao novo padrão. O prazo fixado anteriormente pelo órgão venceria no próximo domingo, 30. Esta é a sexta vez que o novo processo de emplacamentos é adiado.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, o adiamento traz consigo regras simplificadas que prometem reduzir os custos das novas placas, como novas normas para credenciamento de estampadores que aumentam a concorrência. Outra novidade é que não será necessária a troca de placas em transferências de propriedade, como era exigido anteriormente.

A partir da nova resolução, o padrão Mercosul só será obrigatório para veículos novos, no caso de veículos em circulação, em mudança de município ou estado, e se as placas forem furtadas ou danificadas.

PNA
Notícias

Controladoria do RN constata irregularidades no Transporte Cidadão

Uma ação de controle implantada pela Controladoria Geral do Estado, em conjunto com a Secretaria de Trabalho, Habitação e Assistência Social (Sethas), constatou uma série de irregularidades no Programa Transporte Cidadão, criado em 2016 e responsável pelo transporte intermunicipal gratuito de pessoas em estado de vulnerabilidade dentro da Região Metropolitana de Natal. O trabalho realizado se soma às auditorias realizadas no âmbito interno do Executivo Estadual desde o início desta gestão e que já economizaram em torno de R$ 154 milhões na receita líquida do Estado, com a revisão ou cancelamento de contratos.

O Programa custa R$ 275.119,18 mensais ao Estado, sendo R$ 212.657,60 de transporte (à empresa Transporte Genipabu) e R$ 62.461,58 para monitoramento (à empresa Montecom Segurança). Segundo o contrato, são dez ônibus com capacidade para transportar 420 pessoas ao dia – passageiros com doenças crônicas, com demência e seus acompanhantes, desempregados, gestantes, idosos e beneficiários de programas de transferência de renda. No entanto, a Control constatou que menos de 10 pessoas, em média, utilizam o serviço ao dia e com apenas cinco ônibus disponíveis que não realizam o trajeto firmado em contrato.

Diante do quadro, a auditoria recomendou, entre outras ações, a imediata regulamentação do Programa à Lei Estadual nº 10.092/2016, o cadastramento contínuo dos usuários, proibição ou restrição ao transporte de usuários não cadastrados, mecanismos de controle diário das viagens e números de usuários transportados, cumprimento rigoroso das rotas, horários e pontos de saída e paradas, parcerias com municípios para ampliar os acessos e controles, além da reestruturação das equipes de execução (Sethas) e fiscalização (DER), no caso de continuidade do Programa.

O relatório final, apresentado nesta quinta-feira (27) na Sethas, foi montado após três meses de análise documental dos processos licitatórios e contratos firmados, pesquisas, entrevistas com responsáveis e visitas in loco realizadas entre março e abril deste ano. Ausência de regulamentação legal do Programa e de documentos nos contratos e autorizações de empenho, indícios de direcionamento na licitação e de ilegalidade ao incluir a cidade de Macau no itinerário, falta de controle e fiscalização, além dos veículos sem acessibilidade ou licença para trafegar são algumas das irregularidades constatadas.

“A fonte de recursos para o Transporte Cidadão é receita própria oriunda de outros programas de Governo (o Restaurante Popular, com cobrança de 1 real, o Café Cidadão e Sopa Cidadã, por 0,50 centavos, cada). É dinheiro público, pago pelo contribuinte e até então mal empregado. Esta foi apenas mais uma ação de controle de gestão realizada pela Control, desta vez em parceria com a Sethas, para melhor eficiência e economia da máquina do Governo, mostrando a responsabilidade desta gestão com o patrimônio e o bem público”, comentou o controlador geral do Estado, Pedro Lopes.

Portal no Ar
Governo do Estado

Governo define calendário de pagamento até setembro

Uma reunião entre a governadora Fátima Bezerra, secretários e o Fórum de Servidores Estaduais nessa quinta-feira (27) definiu o calendário de pagamento de julho até setembro. O encontrou debateu também o reajuste no salário para todas as categorias e os salários em atraso.

Ficou estabelecido que no dia 15 dos meses de julho e agosto, e no dia 16 de setembro, será pago o salário integral a quem ganha até R$ 3 mil bruto e aos servidores dos órgãos que compõem a Segurança Pública e uma parcela de 30% do salário de quem recebe acima de R$ 3 mil. No dia 30 de cada um dos três meses, será pago o restante do salário de quem recebe acima de R$ 3 mil e dos servidores dos órgãos que têm arrecadação própria e da Educação.

A redução do pagamento integral para R$ 3 mil não agradou aos servidores. Esse valor já chegou a ser de R$ 6 mil. “Não foi o que se esperava”, disse o representante da Uern.

Reajuste

O reajuste de 16,38% pedido pelos servidores não será atendido em 2019. Segundo o Fórum dos Servidores, o Governo alegou que só foi possível reajustar os salários para as categorias que vêm de Brasília. “A governadora foi direta. Não há condições de reajustar para nenhuma categoria”, informou o Fórum.

Atrasados

Ainda não há previsão de pagamento. Segundo os servidores, o governo desistiu de lançar o pregão dos royalties. A medida foi tomada devido à queda no FPE, que deve continuar em tendência de redução. Desta forma, o governo informou que vai usar a verba dos royalties para pagar os salários de 2019.

Portal no Ar

Últimos Eventos

03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube
08/07/2017
Parque Exposições - Fotos: Mazilton Galvão

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!