Arquivos:

Rio Grande do Norte » Segurança

Coronel Araújo anuncia recursos federais de R$ 180 milhões para a Segurança do RN

Novo secretário estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Francisco Canindé de Araújo Silva afirmou nesta terça-feira, 1º, que a pasta já está trabalhando para liberar recursos federais da ordem de R$ 180 milhões para implementar na segurança do Rio Grande do Norte.

Presente na solenidade de posse da governadora eleita Fátima Bezerra (PT), o coronel da reserva e ex-comandante da Polícia Militar disse que o valor deve contemplar as forças policiais do Estado.

“Serão em torno de R$ 180 milhões para Polícia Civil, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. Vamos aplicar esses recursos em equipamentos, armamentos e treinamento dos policiais. Há projetos e programas a serem executados, e a partir de amanhã, vamos trabalhar que esse recursos seja liberado e a gente possa implementá-lo”.

A partir desta quarta-feira, o coronel Araújo já começará seus trabalhos. Ele anunciou que uma de suas primeiras medidas será dar início à Operação Verão.

“Já fizemos o planejamento junto com a Polícia Civil, Militar e o Corpo de Bombeiros. Toda as ações de polícia ostensiva, de investigação e de ocupação dos locais já foram planejadas. Elas serão executadas no próximo final de semana”, informou o novo secretário.

Currais Novos » Saúde

Por decisão da Justiça Federal, Prefeitura de Currais Novos assume Pronto Socorro do Hospital Regional “Mariano Coelho”

A Prefeitura Municipal de Currais Novos, por uma decisão da Justiça Federal, assumiu nesta terça-feira, 01 de Janeiro, a Urgência e Emergência do Hospital Regional “Mariano Coelho”, ou seja, a porta de entrada da unidade. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, os serviços de Pronto Atendimento que eram realizados na Policlínica “Monsenhor Ausônio” passam a ser feitos na urgência do HRMC.

Segundo a decisão, esta mudança é uma medida para aproveitar os profissionais do Hospital para suprir a demanda de recursos humanos nas UTI’s. É importante destacar que a Prefeitura Municipal de Currais Novos não está gerenciando os demais serviços do Hospital como internação, UTI e cirurgias, que ficam sob a administração do Estado. A Prefeitura Municipal de Currais Novos ressalta que o município buscará ser parceira do Estado para melhor atender a população.

Diversos

A quebra de protocolo da nova primeira-dama, Michelle emocionou o mundo com o discurso em libras

Não foi Jair Bolsonaro, e sim a sua mulher, Michelle, quem fez o primeiro discurso à nação do novo governo. Em um momento surpreendente e inédito na história do País, a primeira-dama fez um emocionante discurso em libras no parlatório do Palácio do Planalto.

Pouco antes de Jair Bolsonaro falar pela primeira vez ao povo como presidente empossado, Michelle quebrou o protocolo e se comunicou com o público presente na Praça dos Três Poderes. Intérprete da língua brasileira de sinais e integrante do Ministério de Surdos da Igreja Batista Atitude, no Rio de Janeiro, ela declarou, em libras, que as pessoas com deficiências seriam “valorizadas” e teriam os “direitos respeitados”. Simultaneamente, a mensagem era lida por uma tradutora.

“Boa tarde a todos. É uma grande honra e uma grande alegria estar aqui. É o momento de agradecer a todos vocês, brasileiros e brasileiras, por todo o apoio e pelo carinho desde o início da nossa campanha”, disse Michelle. “Agradeço também a todos aqueles que demonstraram a sua solidariedade nos momentos difíceis pelos quais o meu esposo passou recentemente”, acrescentou, em clara referência à facada sofrida pelo presidente em setembro, quando fazia campanha em Juiz de Fora (MG).

“As eleições deram voz a quem não era ouvido e a voz das urnas foi clara: o cidadão brasileiro quer segurança, paz e prosperidade”, afirmou Michelle. “A partir de agora, como primeira-dama, posso ampliar de maneira ainda mais significativa esse trabalho de ajuda ao próximo que sempre fez parte da minha vida. É uma grande satisfação, um privilégio poder trabalhar para toda a sociedade brasileira”, finalizou.

Em outro momento pouco usual, Michelle atendeu aos pedidos do público e deu um beijo em Jair Bolsonaro. Pouco depois, o presidente discursou.

Política

VICE: General Mourão fica sem funções no governo

O presidente Jair Bolsonaro publicou uma medida provisória nessa terça-feira (1º) na qual formaliza a estrutura do seu governo, com os 22 ministérios. No documento, o general Hamilton Mourão não recebe qualquer função. A informação é do ‘Globo’.

Ainda durante campanha eleitoral, Mourão afirmou à publicação que se preparava para não ser um “vice decorativo”. Ele disse ainda que teria uma sala ao lado da do presidente, dentro do Planalto, e participaria efetivamente do governo.

“Eu me vejo como um assessor qualificado do presidente, um homem próximo ali, junto dele, dentro do Planalto, ali do lado dele, nossas salas serão juntas. Não seremos duas figuras distantes, como já aconteceu, um para o lado e o outro para o outro lado. Aquelas reuniões que ocorrem ali, eu estarei presente”, disse Mourão à época.

A expectativa do general é que fossem delegadas a ele funções de liderança no governo. “Posso atender à necessidade de coordenar trabalhos que sejam interministeriais. Ele pode me delegar essa tarefa. Por exemplo, em projetos de infraestrutura, de parceria público-privada, coisas que a gente tenha algum conhecimento”, propôs.

No entanto, de acordo com a medida provisória publicada nessa terça, os projetos de parceria público-privada ficaram com a Secretaria de Governo, chefiada pelo general Santos Cruz. Já a “coordenação e integração das ações governamentais” está com o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, que também atuará na “avaliação e no monitoramento da ação governamental e da gestão dos órgãos e das entidades da administração pública federal”, áreas almejadas por Mourão.

Bolsonaro chegou a se irritar com as declarações do vice durante o trabalho de transição, que estariam desalinhadas com o governo. Em dezembro do ano passado, segundo revelado pelo ‘Globo’, o presidente orientou o vice a ser mais discreto e não se pronunciar.

O site contatou a vice-presidência para avaliar a distribuição de tarefas, mas não obteve retorno.

NOTÍCIAS AO MINUTO
Religião

Papa Francisco faz apelo por ‘olhar materno’ em 2019

O papa Francisco realizou nesta terça-feira (1) sua primeira missa de 2019, no Vaticano, e propôs uma Igreja de “ternura”, que valorize a dimensão materna para enfrentar o novo ano em um mundo “cada vez mais desunido”. O apelo foi feito durante a homilia da celebração da Solenidade de Maria Santíssima, Mãe de Deus, que coincide com a Jornada Mundial da Paz, na Basílica de São Pedro, e faz uma reflexão sobre o papel da Virgem Maria e de todas as mães do mundo. “Na vida fragmentada de hoje, onde nos arriscamos a perder o fio à meada, é essencial o abraço da Mãe. Há tanta dispersão e solidão à nossa volta! O mundo está todo conectado, mas parece cada vez mais desunido”, alertou Francisco.

Segundo o Pontífice, atualmente há a necessidade dos fiéis terem um “olhar materno” no mundo contemporâneo, principalmente porque “a família humana se fundamenta nas mães”. “Um mundo que olha para o futuro, privado de olhar materno, é míope. Aumentará talvez os lucros, mas jamais será capaz de ver, nos homens, filhos. Haverá ganhos, mas não serão para todos.

Habitaremos na mesma casa, mas não como irmãos”, acrescentou. Jorge Mario Bergoglio também ressaltou que é preciso “aprender das mães que o heroísmo está em se doar, a força em ser misericordioso e a sabedoria na mansidão”.

Ele afirmou que todas as mães introduzem os filhos na vida com amor, mas lembrou que há filhos que vivem “por conta própria, perdem o rumo, se acham fortes e se perdem, se acham livres e se tornam escravos”.

“Quantos, esquecidos do carinho materno, vivem zangados e indiferentes a tudo! Quantos, infelizmente, reagem a tudo e a todos com veneno e maldade! Às vezes, mostrar-se mau até parece um sinal de fortaleza; mas é só fraqueza”, declarou.

Além disso, o líder da Igreja Católica convidou a todos os fiéis a ficarem “maravilhados” com o dom da vida, pois é isso que permite “começar sempre de novo”. “É preciso ter atitude no início do ano, porque a vida é um presente que nos dá a oportunidade de recomeçar, mesmo dos mais baixos”, disse Francisco, ressaltando que a Igreja tem que renovar sua capacidade de espanto, para que não se torne um “lindo museu do passado.

Para o Papa, a “fé é um encontro, não é uma religião. A vida, sem espanto, torna-se cinzenta, habitual, e a Igreja também precisa renovar a maravilha de ser o lar do Deus vivo”. “Nós compreendemos melhor o amor divino, que é paterno e materno, como o da mãe que não cessa de acreditar nos filhos e nunca os abandona”, finalizou Francisco, defendendo que a “unidade conta mais que a diversidade”. Dia Mundial da Paz – Durante a oração do Ângelus, o papa Francisco recordou a celebração do 52º Dia Mundial da Paz, dedicado ao tema da “boa política a serviço da paz”, e afirmou que a “política não é reservada apenas aos governantes”. “Somos todos responsáveis pela vida da cidade, pelo bem comum e a política é boa na medida em que cada um contribui com sua parte para o serviço da paz”, acrescentou o argentino.

Ansa
Ezequiel Ferreira » Política

Ezequiel Ferreira: Somente a união de todos fará o RN vencer as enormes dificuldades atuais

Foto: João Gilberto/ALRN

O presidente da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte, Ezequiel Ferreira da Souza (PSDB), em discurso durante a solenidade de posse da governadora do RN, Fátima Bezerra, nesta terça-feira (1), disse que somente a união de todos: deputados, membros do Poder Judiciário, do Ministério Público, do Tribunal de Contas, da Defensoria Pública e de todas as entidades representativas da sociedade, nos setores público e privado fará o Rio Grande do Norte vencer as enormes dificuldades atuais. “Sem essa união, chegaremos rapidamente a uma situação de gravidade imprevisível e de governabilidade insustentável”, afirmou o deputado Ezequiel.

Diante de um auditório lotado da Escola de Governo, local da solenidade de posse, Ezequiel foi enfático: “O desafio não é só de quem assume o governo. O desafio é de todos nós, sob a liderança da governadora Fátima Bezerra, que, certamente, não será apenas a governadora do seu partido político ou dos seus eleitores, mas de todos os norte-riograndenses. Esse é o rumo certo para quem prometeu e deseja acertar. Esse é o caminho de quem sabe que não pode errar. Nosso povo está sofrido, nossa economia está carente de empregos, nossos servidores vivem tempos de angústia pelo presente e temor pelo futuro”, disse.

Durante o discurso o presidente da Assembleia Legislativa enalteceu a política e a democracia que proporcionam uma solenidade de posse com a nobre missão de cumprir o desejo popular, expresso no voto livre dos cidadãos, empossando Fátima Bezerra e Antenor Roberto nos mais altos cargos do Poder Executivo estadual. “É esse o encanto maior da política e da democracia: atender, respeitar e obedecer à vontade e a soberania popular, pois vencer uma eleição significa receber uma procuração do povo para representá-lo através de um mandato que lhe pertence”, destacou.

Para Ezequiel a chegada desse novo governo representa a renovação da esperança do povo potiguar por um estado equilibrado, mais forte e, principalmente, mais justo com todos os seus filhos. Ezequiel ressaltou que Fátima Bezerra chega à chefia do Poder Executivo estadual em um momento que o Rio Grande do Norte atravessa a mais grave crise fiscal, econômica e financeira dos últimos tempos.

E, esse fato, aumenta a complexidade do ato de governar. “Mas, certamente, fará crescer na senhora e em toda a sua equipe, a vontade absoluta de ultrapassar os desafios e vencer os obstáculos, para fazer no governo o que prometeu ao povo nas ruas, nas praças, nos cantos e recantos de todo o Rio Grande do Norte”, pontuou o presidente da Assembleia.

Ezequiel destacou a coragem, o destemor, a responsabilidade, o espírito público e o desejo de honrar o mandato que o povo concedeu a Fátima Bezerra, que segundo Ezequiel, sabe que pela dinâmica da política, aos governantes de hoje recai a missão de melhorar a vida do povo, porque a esse mesmo povo, o candidato de ontem, assim prometeu.

De acordo com Ezequiel Ferreira o povo escolheu Fátima Bezerra por reconhecer o seu trabalho e a sua história, formatada na dignidade, no espírito público e na sensibilidade social. “Mas é chegada a hora de unir responsabilidades. Unir o Rio Grande do Norte como um todo”, voltando a conclamar a união de todos os setores produtivos em nome da governabilidade. E, acrescentou que estava de mãos estendidas para somar no esforço comum, na parceria coerente com os compromissos e responsabilidades perante o povo, dentro da normalidade democrática e da constitucional independência dos poderes.

Ezequiel Ferreira disse ainda que os tempos mudaram. O Brasil mudou. A política mudou. As instituições estão mudando. “Mas essa mudança, positiva e antenada com a sociedade, não pode ser restrita aos políticos. Tem de ser completa: do cidadão a todos os detentores de cargos públicos, aos empresários e demais partícipes da nossa coletividade. Mudamos, porque queremos um Brasil e um Rio Grande do Norte diferentes. E faremos a nossa parte”, disse.

Ao final o presidente da Assembleia Legislativa relembrou que os dois mandatos como deputada estadual, três como deputada federal e um como senadora da República, dignificam o currículo público de Fátima Bezerra e garantem o conhecimento e a coerência necessária para o relacionamento institucional entre os poderes. Além de ser uma política nascida na luta sindical e amadurecida no poder legislativo. “Isso, por si só, já nos dá a certeza de uma relação aberta e coerente, baseada no desejo comum de acertar e na independência democrática, a qual sempre foi defendida nos seus mandatos parlamentares”, disse.

Ezequiel desejou, na chegada ao novo desafio que Fátima Bezerra buscou na vida pública, muita luz, sabedoria, humildade, equilíbrio e resiliência, para liderar um governo que faça o Rio Grande do Norte avançar nos campos social, econômico, administrativo e virar a página atual. “E aos norte-rio-grandenses, desejamos que recebam do novo governo os compromissos assumidos, especialmente na segurança, na geração de empregos, na saúde, na educação, na relação com os servidores públicos, no apoio ao fomento econômico, aos municípios e ao homem do campo”, finalizou o presidente da Assembleia, desejando um feliz ano novo a todos os norte-riograndenses.

bolsonaro » Economia

Decreto de Bolsonaro fixa salário mínimo em R$ 998 para 2019

O salário mínimo foi fixado em R$ 998 para 2019. Embora a Lei Orçamentária projetasse que a remuneração básica dos trabalhadores ficaria em R$ 1.006 este ano, o valor será menor por causa de uma diferença nos parâmetros utilizados no cálculo. O salário mínimo, hoje em R$ 954, foi reajustado por um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro.

A regra de correção do mínimo leva em consideração a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) do ano anterior e a variação do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes. Quando a Lei Orçamentária de 2019 foi encaminhada ao Congresso, a equipe econômica previa que o INPC fecharia 2018 em 4,2%. Já o PIB de 2017 registrou um crescimento de 1%.

No entanto, o índice de inflação ficará abaixo das projeções do governo. Segundo o IBGE, num período de 12 meses fechados em novembro, o INPC ficou em 3,56%.

Além de corrigir o mínimo pela inflação e pelo crescimento da economia, o governo terá que acrescentar no valor R$ 1,75. Essa quantia é uma defasagem que precisa ser repassada aos trabalhadores por conta de uma diferença entre o INPC previsto para 2017 e quanto o governo repassou para os salários quando o presidente Michel Temer editou o decreto corrigindo o mínimo em 2018.

De acordo com a Lei Orçamentária, o salário mínimo ganharia um acréscimo de R$ 52 em 2019. Mas considerando o INPC mais baixo, esse valor ficou em R$ 44. Cada R$1 de aumento no mínimo tem impacto de R$ 300 milhões nas contas públicas. A economia com a mudança de reajuste supera os R$ 2 bilhões.

O decreto que corrige o salário mínimo costuma ser assinado pelo presidente da República nos últimos dias do ano. No entanto, Michel Temer deixou a tarefa para seu sucessor, que terá um outro desafio: fixar uma nova regra para o reajuste do salário mínimo a partir de 2020.

A atual fórmula só vale até o final deste ano. Ela foi criada para assegurar ganhos reais aos trabalhadores. No entanto, o mínimo tem um peso significativo sobre as contas públicas, pois aposentadorias e benefícios assistenciais como a LOAS são corrigidos com base em seu valor.

Embora não tenha dito claramente o que fará em relação ao salário mínimo, o ministro da Economia, Paulo Guedes, e sua equipe defendem uma ampla desvinculação do Orçamento federal. Neste caso, uma possibilidade é acabar com a indexação dos benefícios ao mínimo.

O Globo
bolsonaro » Brasília » Política

‘Vamos libertar o povo do socialismo e do politicamente correto’, diz Bolsonaro

Bolsonaro pegou uma bandeira do Brasil e disse que ela jamais será vermelha Foto: Jorge William / Agência O Globo

Após receber a faixa presidencial de Michel Temer, o presidente Jair Bolsonaro discursou nesta terça-feira no parlatório do Palácio do Planalto, dizendo que sua posse representa o momento em que o Brasil começou a se libertar do socialismo e do “politicamente correto”. ( Confira a íntegra do pronunciamento de Bolsonaro)

— É com humildade e honra que me dirijo a todos vocês como Presidente do Brasil. E me coloco diante de toda a nação, neste dia, como o dia em que o povo começou a se libertar do socialismo, da inversão de valores, do gigantismo estatal e do politicamente correto.

Ao fim da fala, o governante pegou uma bandeira do Brasil e disse que ela jamais será vermelha, em referência à cor adotada tradicionalmente pelos movimentos de esquerda.

— Essa é a nossa bandeira, que jamais será vermelha. Só será vermelha se for preciso nosso sangue para mantê-la verde e amarela.

O novo presidente ressaltou que, em seu governo, não haverá espaço para conchavos políticos, porque será formado apenas por técnicos, com base na meritocracia. No discurso, ele criticou as ideologias e disse que elas são responsáveis pela destruição de valores e tradições, como a família.

— Graças a vocês, conseguimos montar um governo sem conchavos ou acertos políticos, formamos um time de ministros técnicos e capazes para transformar nosso Brasil. Mas ainda há muitos desafios pela frente. Não podemos deixar que ideologias nefastas venham a dividir os brasileiros. Ideologias que destroem nossos valores e tradições, destroem nossas famílias, alicerce da nossa sociedade — disse.

Bolsonaro voltou a dizer que o governo deve servir à nação e não a interesses políticos:

— A corrupção, os privilégios e as vantagens precisam acabar. Os favores politizados, partidarizados devem ficar no passado, para que o governo e a economia sirvam de verdade a toda nação.

Tudo o que propusemos e tudo o que faremos a partir de agora tem um propósito comum e inegociável: os interesses dos brasileiros em primeiro lugar.

O chefe do Executivo também disse que as eleições de outubro mostraram que a população quer mudança. Segundo ele, as mudanças serão promovidas com respeito à Constituição Federal e a Deus.

— As eleições deram voz a quem não era ouvido. E a voz das ruas e das urnas foi muito clara. E eu estou aqui para responder e, mais uma vez, me comprometer com esse desejo de mudança. Respeitando os princípios do Estado Democrático de Direito, guiados por nossa Constituição e com Deus no coração, a partir de hoje, vamos colocar em prática o projeto que a maioria do povo brasileiro democraticamente escolheu, vamos promover as transformações de que o país precisa — declarou.

O Globo
Jornalismo

Confiram os secretários nomeados por Fátima. Eles tomam posse nesta quarta-feira

Tomam posse na tarde desta quarta-feira (2) os secretários do novo governo do Rio Grande do Norte. A cerimônia acontece a partir das 14h30 na Escola de Governo, no Centro Administrativo do Estado, no bairro de Lagoa Nova, na Zona Sul de Natal.

Governadora, Fátima Bezerra (PT) dará posse a 16 secretários e 8 auxiliares. Confira a lista:

Secretários já anunciados

Gabinete Civil – Raimundo Alves;
Segurança Pública e Defesa Social – Francisco Canindé de Araújo Silva;
Justiça e Cidadania – Arméli Brennand;
Saúde – Cipriano Maia de Vasconcelos;
Educação – Getúlio Marques;
Tributação – Carlos Eduardo Xavier;
Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar – Alexandre Lima;
Trabalho, Habitação e Assistência Social – Íris Oliveira;
Agricultura, Pecuária e Pesca – Guilherme Saldanha;
Planejamento e Finanças – José Aldemir Freire;
Desenvolvimento Econômico – Jaime Calado;
Comunicação – Guia Dantas;
Administração – Virgínia Ferreira;
Turismo – Ana Maria Costa;
Infraestrutura – Gustavo Rosado Coelho;
Gestão de Projetos e Articulação Institucional – Fernando Mineiro.

Auxiliares

Procurador Geral do Estado – Luiz Antônio Marinho;
Comando Geral da Polícia Militar – Alarico José Pessoa Azevedo Júnior;
Delegacia Geral de Polícia Civil – Ana Cláudia Saraiva Gomes;
Comando geral do Corpo de Bombeiros Militar – Luiz Monteiro;
Fundação José Augusto – Crispiniano Neto;
Companhia de Águas e Esgotos do RN – Roberto Sérgio Linhares;
Idema – Leonlene Aguiar;
Controladoria Geral do Estado – Pedro Lopes de Araújo Neto.

G1 RN
Eventos » Lagoa Nova » Turismo

Lagoa Nova comemora 56 anos de Emancipação; shows em praça pública com Zé Cantor & Solteirões e mais quatro atrações

Famoso pelo clima frio e o turismo de segunda residência, o município de Lagoa Nova também vem se destacando nos últimos anos no segmento de eventos. Um deles é a Festa de Emancipação Política – considerada a maior do Rio Grande do Norte, e que em 2019 comemora 56 anos.

Realizada nesta quarta (02) e proporcionando uma vasta programação e shows em praça pública com: Zé Cantor & Solteirões; Raynel Guedes; o “Forró do Véi” de Zé Sanfoneiro; Robson Carneiro e Diego Pessoa, a festa promete ser a maior de todos os tempos na capital serrana, atraindo turistas de todo o RN e até da Paraíba.

PROGRAMAÇÃO:
08:00 – Missa na Matriz de São Francisco de Assis
09:00 – Apresentação de artista da terra; entrega da premiação do Natal Iluminado 2018 e distribuição do tradicional Bolo de Emancipação Política.
21:00 – Shows artístico/musical em praça pública

O festejo, que tem como finalidade promover ainda mais o turismo do município, tem a realização da Prefeitura Municipal, com o apoio de parceiros e do comércio local.

A tradicional festa de Emancipação Política de Lagoa Nova se destaca no cenário potiguar pela sua grandiosidade, e por isso não podemos deixar de realizá-la”, disse o prefeito Luciano Santos.

Festa de Emancipação 2018

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!