Arquivos:

Lava Jato » Policial

PF cumpre mandados na Philips em SP e prende CEO da GE na América Latina em nova fase da Lava Jato

A Polícia Federal (PF) cumpriu sete mandados de prisão em São Paulo na manhã desta quarta-feira (4) durante a Operação Ressonância, desdobramento da Fatura Exposta, que mira esquemas de corrupção envolvendo gigantes multinacionais na Secretaria Estadual de Saúde do Rio. Delatores dão conta de que havia um “clube do pregão internacional”, e que as fraudes prosperaram entre 1996 e 2007.

Agentes da PF estavam em endereços na Vila Ipojuca, Zona Oeste de São Paulo, e na sede da Philips, em Barueri, na Grande São Paulo. Dois executivos da empresa foram alvos da ação.

Entre os presos está o ex-executivo da Philips e atual CEO da General Electric (GE) na América Latina, Daurio Speranzini Jr. A prisão ocorreu por causa da atuação dele na Philips. Todos os detidos seriam transferidos para o Rio.

A ação também teve prisões em outros estados. O juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal do Rio de Janeiro, expediu 22 mandados de prisão no Rio e em SP, além em quatro estados e no Distrito Federal.

Em nota, a Philips informa que “ainda não teve acesso ao processo, no entanto, está cooperando com as autoridades para prestar quaisquer esclarecimentos quanto às alegações apresentadas, que datam de muitos anos atrás”.

“Os atuais líderes executivos da Philips não são parte da ação da Polícia Federal; um colaborador da equipe de vendas da Philips foi conduzido para prestar esclarecimentos. A política da Philips é realizar negócios de acordo com todas as leis, regras e regulamentos aplicáveis. Quaisquer investigações sobre possíveis violações dessas leis são tratadas muito seriamente pela empresa”, conclui o comunicado.

Em nota, a GE ressaltou que a prisão de Daurio Speranzini Jr. ocorreu em meio a alegações que se referem a um “período em que o executivo trabalhou para uma companhia sem relação com a GE”. “A empresa reforça que está profundamente comprometida com integridade, conformidade e o estado de direito em todos os países em que opera, assim acredita que os fatos serão esclarecidos ao longo da investigação”, diz a nota da companhia.

De acordo com a PF, apenas um mandado não foi cumprido porque, segundo os agentes, o alvo está fora do país.
Fonte: G1
Policial » Rio Grande do Norte

PM registra dois arrombamentos a agências dos Correios no interior do RN

Duas agências dos Correios sofreram tentativas de arrombamentos no interior do Rio Grande do Norte. A primeira foi em Pilões, Oeste potiguar, a 383 quilômetros de Natal. A outra foi na cidade de Várzea, no agreste, distante 84 quilômetros da capital potiguar. As informações foram confirmadas pela Polícia Militar, que chegou a promover diligências nas regiões das ocorrências para prender os assaltantes, porém, não obteve êxito.

De acordo com o tenente-coronel Davi Cavalcante, a cidade de Pilões foi invadida por bandidos “fortemente armados” por volta das 1h30 desta quarta-feira (04), em um carro preto, uma caminhonete de cabine  dupla vermelha além de duas motos. Enquanto uns efetuavam disparos no destacamento da Polícia Militar da região, o restante do grupo cuidava do arrombamento na agência.

Após o roubo, os bandidos, cerca de 12, fugiram e espalharam grampos pela estrada, com o objetivo de impedir às perseguições policiais. O tenente-coronel Cavalcanti não sabia a quantia levada pelos bandidos, porém, informou que a agência havia sido abastecida na última terça-feira (03).

A outra ocorrência foi registrada em Várzea, por volta das 3h. De acordo com o tenente-coronel Genilton Tavares, foi uma tentativa de arrombamento por parte dos bandidos, que não chegaram a levar o dinheiro. Nesse caso, não se sabe a quantidade de integrantes do grupo. A PM ainda chegou a fazer um cerco policial na busca pelos bandidos, que também jogaram grampos na estrada. Ao longo da perseguição, um carro tipo Palio cinza foi encontrado abandonado, e o restante do grupo fugiu numa caminhonete branca.

Fonte: Tribuna do Norte

Economia » Indústria

Greve dos caminhoneiros faz produção industrial recuar 10,9% em maio, diz IBGE

Afetada pela greve dos caminhoneiros, a indústria brasileira recuou 10,9% no mês de maio frente a abril, na série com ajuste sazonal, divulgou nesta quarta-feira (4) o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A paralisação que durou 11 dias afetou o processo de produção de várias unidades produtivas no país.

Esta foi a maior queda desde dezembro de 2008, quando a produção industrial caiu 11,2%. Foi também o segundo pior resultado da série histórica iniciada em 2002

Vários fatores relacionados à greve impactaram de alguma forma a produção da indústria. Além da falta de insumos que não chegavam às fábricas, Macedo citou a dificuldade de escoamento da produção e, também, a limitação dos trabalhadores para se deslocarem até o trabalho.

Na comparação com o mês de maio de 2017, o setor industrial recuou 6,6%.

Fonte: G1

Facebook » Internet

Falha no Facebook desbloqueou perfis em 800 mil contas

Uma falha no Facebook desbloqueou usuários que haviam sido previamente bloqueados em 800 mil contas. A empresa reconheceu o problema em seu blog oficial.

Entre os dias 29 de maio e 5 de junho, as pessoas que estavam bloqueadas entrar em contato via Facebook Messenger com as pessoas que as haviam bloqueado na rede social.

De acordo com o Facebook, 83% das contas tiveram o problema com apenas um contato que foi indevidamente desbloqueado.

A empresa diz estar notificando todas as pessoas que foram afetadas por esse bug–que está corrigido e as pessoas que você bloqueou estão novamente bloqueadas.

O recurso de bloqueio de usuários na rede social funciona como uma forma de cortar relações com pessoas sem precisar sair do Facebook.

Em meio a uma crise que afeta a privacidade de usuários e teve início em março desde, quando tornou-se público o compartilhamento irregular de informações pessoais com a empresa de marketing Cambridge Analytica, que fechou as portas. Recentemente, a empresa informou que compartilhou dados de usuários com 52 empresas de tecnologia.

Fonte: Exame

Telefonia

Brasil perdeu 6,7 milhões de linhas de celular em um ano

O Brasil fechou o mês de maio com 235,5 milhões de linhas de celular. O total foi 6,7 milhões menor do que o registrado em maio do ano passado. Os dados foram divulgados hoje (2) pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). As estatísticas medem os acessos e não o número de pessoas com linhas, já que diversas pessoas podem adquirir mais de um chip.

Do total de linhas registradas em maio, 144,15 milhões eram pré-pagas, o que representa 61%. No período de um ano, a queda desse tipo de acesso foi maior, chegando a 17,7 milhões. Enquanto isso, no mesmo período os contratos pós-pagos cresceram 11 milhões. Ou seja, embora o saldo dos últimos doze meses tenha sido negativo, a proporção de acessos pós-pagos aumentou no país. Em geral essa modalidade está relacionada a maiores pacotes de voz e dados.

Os dados da Anatel mostram que a tecnologia 4G se estabeleceu no país. Esta modalidade foi a mais popular entre os acessos, chegando a quase metade destes (49%). Após quatro anos do início da implantação desta tecnologia, o 3G ainda é representativo, sendo usado em 31,7% dos acessos, enquanto o 2G está presente em 12% das linhas.

Mercado

A operadora Vivo, da empresa Telefônica, é a líder de mercado, com 31,9% dos acessos. Em seguida vêm a Claro (25%), a TIM (24,25%) e a Oi (16,5%). Enquanto a Claro se consolida oferecendo acesso à internet e televisão paga por meio da NET, a Oi segue em busca da solução de sua crise financeira.

No recorte por estado, São Paulo desponta com 65,5 milhões de linhas. O estado é seguido por Minas Gerais (22,4 milhões), Rio de Janeiro (20,5 milhões). Segundo a Anatel, nos últimos doze meses, a ampliação na base de linhas de celular foi maior em estados do Norte, como Roraima (+ 4,5%) e Amazonas (3,65%).

Fonte: Blog do BG/Agência Brasil

Segurança » Violência

Rio Grande do Norte atinge a marca de 1 mil assassinatos em 2018

No último sábado (23) o estado do Rio Grande do Norte atingiu a marca de 1 mil assassinatos em 2018.

Segundo o Observatório da Violência do Rio Grande do Norte (Obvio), mesmo atingindo a marca de 1 mil assassinatos no último sábado, o RN obteve redução de 14,5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Desse número, 44 pessoas foram vítimas de latrocínio (33% a mais que em 2017, quando foram registradas 33 mortes por este crime). Ainda de acordo com o Obvio, 916 das mortes forma causadas por arma de fogo.

Fonte: Novo Notícias

Mega-Sena

Mega-Sena pode pagar R$ 21 milhões no sorteio desta terça-feira

A Mega-Sena pode pagar hoje (3) o prêmio de R$ 21 milhões a quem acertar sozinho os seis números do prêmio principal do concurso 2.055.

O concurso é o primeiro da chamada Mega-Semana de Férias, que fará sorteios na terça-feira, quinta e sábado.

O sorteio desta terça será realizado às 20h (horário de Brasília) no Caminhão da Sorte, que está na cidade de Rio Grande, no Rio Grande doSul.

De acordo com a Caixa, se aplicado na poupança o valor do prêmio principal poderá render aproximadamente R$ 78 mil mensais.

A aposta mínima na Mega-Sena custa R$ 3,50 e pode ser feita até as 19h (horário de Brasília) de hoje em qualquer casa lotérica credenciada pela Caixa em todo o país.

Fonte: NoMínuto.com

Saúde

RN: 21 cidades têm alto risco de pólio

A poliomielite, mais conhecida como paralisia infantil, doença altamente contagiosa e de fácil prevenção erradicada no Brasil em 1994, conforme informações da Organização Mundial da Saúde (OMS), pode reaparecer devido a baixa cobertura vacinal e a falta de interesse da população em imunizar crianças entre 0 e 4 anos. Um relatório do Ministério da Saúde (MS), divulgado no último dia 30 de junho, apontou que 312 municípios do País estão abaixo da meta mínima de imunização contra a paralisia infantil estipulada pelo MS – a lista traz 21 cidades do Rio Grande do Norte. Para evitar a doença o caminho é simples: vacinação.

A coordenadora do programa de imunização da Secretaria Estadual de Saúde Pública (Sesap), Maria de Lima, e a chefe do setor de Vigilância Epidemiológica de Natal, Aline Bezerra, garantem que os estoques de vacinas estão abastecidos, as remessas recebidas do Governo Federal também estão em dia, e há disponibilidade nas redes básicas municipais. Porém, mesmo com todas as campanhas, os índices de cobertura vacinal vem caindo sistematicamente no Estado para todos os tipos de doenças – algumas bem graves, e fáceis de prevenir, que se contraídas podem levar à morte.  Ontem, devido ao ponto facultativo os postos estavam fechados e não foi possível constatar a informação.

Cidades como Natal, São Gonçalo do Amarante e Canguaretama figuram na lista elaborada pelo Ministério da Saúde. Na capital potiguar, por exemplo, das mais de 52 mil crianças, com idade entre 0 e 4 anos, cerca de 30 mil (ou 57,34%) não receberam nenhuma das cinco doses previstas da vacina Pólio. De acordo com dados do MS divulgados no último dia 30 de junho, o baixo índice de cobertura vacinal registrado em 2018 contra a poliomielite é o menor dos últimos 16 anos.

Aline Bezerra assegurou que há vacina disponível (oral e injetável) em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) da rede pública municipal. “A Pólio é uma vacina disponível no dia a dia das UBS, e está inserida no calendário básico de vacinação nacional com campanhas periódicas, o que está faltando é informação dos pais sobre a importância da vacina e os riscos de reintrodução da poliomielite na sociedade”, avaliou a gestora.

A queda na cobertura vacinal contra a poliomielite é emblemática, mas a baixa imunização também se estende a outras doenças como tuberculose, hepatite B, difteria, tétano, coqueluche, meningite, sarampo, rubéola, caxumba e catapora.

O critério para o alerta, de acordo com o Ministério da Saúde, são aqueles municípios que não conseguiram cumprir sequer 50% da cobertura vacinal para a doença. A meta mínima estipulada pelo MS para doenças como polio é de 95%. Entre os municípios que correm risco de ter reincidência da doença no RN estão Natal, que cumpriu 42,6% da cobertura vacinal. A cidade com menor índice de imunização foi Monte das Gameleiras, com apenas 18,1% das crianças com até um ano de idade vacinadas. No RN, nenhuma das 10 vacinas obrigatórias conseguiu atingir a meta mínima de 95% de cobertura estipulada.

O médico infectologista Luis Alberto Marinho, destacou que ao primeiro resultado insatisfatório, o Ministério da Saúde “deveria ter tomado como prioridade máxima a elaboração de campanhas de incentivo à vacinação”. O especialista acrescenta que “como a vacina contra a poliomielite é dada junto com a de rubéola e caxumba, a queda desses números é alarmante pois representa a possibilidade do retorno não de uma, mas de várias doenças”.

Motivos
Para Maria de Lima, da Sesap, fatores como falta de informações, baixa percepção dos riscos, e a disseminação de notícias falsas através das redes sociais estão entre os motivos que geram esse resultado negativo. “A grande preocupação é o retorno dessas doenças, algumas já eliminadas como a poliomielite, e outras em processo de erradicação como sarampo. O baixo índice de vacinação pode trazer grandes problemas de saúde à população do RN, e somadas à crianças dos outras estados, temos o Brasil inteiro em risco”, assegura.

Outro motivo apontado pela coordenadora diz respeito ao horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) nos municípios. Maria de Lima explicou que “os muitos pais acabam deixando de procurar as vacinas” devido a dificuldade de conciliar a rotina de trabalho com o horário de funcionamento das Unidades Básicas de Saúde: “Em algumas cidades as UBS só funcionam pela manhã, em outras só no período da tarde, e às vezes não funcionam na sexta. Precisamos, Estado e Municípios, traçar uma estratégia para fazer uma busca ativa de crianças que não estão com a carteira de vacinação em dia”, adiantou.

Desde 2015, o Brasil vivencia uma queda considerável na cobertura vacinal de crianças com até um ano, o que aumenta o risco do retorno de doenças que já estão erradicadas no País ou em processo de “eliminação”.

Quadro da Saúde

Evolução da cobertura
As 10 vacinas obrigatórias no RN disponíveis pelo SUS na rede pública:

1. BCG
A vacina deve ser tomada (dose única) ao nascer, e previne formas grave de tuberculose.
Cobertura vacinal:
2015 – 105,9% (ou 5,9% acima da meta estabelecida pelo Ministério da Saúde)
2016     89,2%
2017     62,1%
2018     69,5%

2. Hepatite B
A vacinação é feita em três doses, sendo a primeira nas primeiras 12 horas de vida. Cerca de 90% dos pacientes infectados passam a ser portadores crônicos, e 25% desenvolvem câncer hepático ou cirrose.
Cobertura vacinal:
2015     91%
2016     83,4%
2017     66,3%
2018     43%

3. Penta
A vacina pentavalente é uma associação com a Hepatite B, e imuniza contra difteria, tétano, coqueluche, meningites e outras infecções.
Cobertura vacinal:
2015     90,5%
2016     76,3%
2017     64,6%
2018     42,5%

4. Pólio (Vip e Vop)
A vacina previne contra a poliomielite (paralisia infantil), doença altamente contagiosa causada por vírus. Em 1994 o Brasil recebeu o Certificado de Eliminação da Poliomielite.
Cobertura vacinal:
2015     97,6%
2016     70,2%
2017     63,9%

5. Pneumo 10
Previne contra infecções como a pneumonia, meningite, otite média aguda, sinusite e bacteremia.
Cobertura vacinal:
2015     89%
2016     84,4%
2017     72%
2018     53,7%

6. Rotavírus
Previne contra a gastroenterite, infecção que agride o estômago e causa formas graves de diarreia, vômitos e febre. Em 2006, o Brasil se tornou o primeiro país do mundo a incluir a vacina na lista das obrigatórias.
Cobertura vacinal:
2015     89,8%
2016     76,7%
2017     64,8%
2018     51,7%

7. Meningo C
Previne contra a bactéria que causa meningite, doença com altos índices de mortalidade.
Cobertura vacinal:
2015     95,2%
2016     79,5%
2017     66,9%
2018     53,7%

8. Tríplice Viral
Previne contra sarampo, caxumba e rubéola. Sua primeira dose deve ser aos 12 meses, e a segunda, aos 15 meses.
Cobertura vacinal:
2015     94,9%
2016     96%
2017     78,9%
2018     51,7%

9. Varicela (Tetraviral)
A vacina protege as crianças contra quatro sarampo, rubéola, caxumba e a varicela, conhecida popularmente como catapora.
Cobertura vacinal:
2015     79,9%
2016     54,2%
2017    56,5%
2018    38,6%

10. Influenza
Protege contra gripes causadas pelos vírus H1N1, H3N2 e Influenza B. A Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda duas doses da vacina no primeiro ano de vida.
Cobertura vacinal:
2015     82,9%
2016     80,8%
2017      76,3%
2018      73,04%

Fonte: Tribuna do Norte

Copa do Mundo 2018 » Esporte » Futebol

Bélgica leva susto, mas despacha Japão no último lance e será a adversária do Brasil nas quartas

De todos os jogos de oitavas de final, o que parecia ter maior disparidade técnica era Bélgica x Japão – o duelo entre a “poderosa geração belga”, dona da melhor campanha na primeira fase da Copa do Mundo, contra o Japão, que se classificou com apenas quatro pontos, superando Senegal no Grupo H por conta do número de cartões amarelos.

A partida em Rostov, porém, foi dramática. E a classificação dos belgas veio de virada, no fim da partida, por 3 a 2 – o Japão chegou a abrir 2 a 0 no início do segundo tempo, mas acabou cedendo ao jogo físico da Bélgica.

Haraguchi e Inui fizeram os gols japoneses no início do segundo tempo. Vertonghen, Fellaini e Chadli (nos acréscimos) viraram para os belgas, que serão os adversários do Brasil nas quartas de final.

Fonte: Globo Esporte.com

Copa do Mundo 2018 » Esporte » Futebol

Faltam três! Seleção deslancha no segundo tempo, tem atuação segura, vence México com gols de Neymar e Firmino e está nas quartas de final

Neymar comemorou seu gol, o que abriu o caminho da vitória por 2 a 0 sobre o México e da classificação para as quartas de final da Copa do Mundo, nos ombros de Paulinho.

Foi quase uma retribuição simbólica do volante (e de todo o time) por ter visto seu grande jogador resolver nesta segunda-feira um confronto muito difícil no forte calor de Samara. Depois, ele ainda participou de forma decisiva para que Roberto Firmino, quase nos acréscimos, fechasse a conta.

Diferentemente do português Cristiano Ronaldo e do argentino Lionel Messi, o brasileiro foi decisivo nas oitavas de final e segue adiante.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!