Arquivos:

Notícias

Delegado veterano diz que “as coisas não irão terminar bem” para Styvenson

Foto: Reprodução

Foto: Reprodução

Um dos nomes mais respeitados nomes da Polícia Civil do Rio Grande do Norte, o delegado Albérico Noberto está cobrando do comando geral da Polícia Militar um posicionamento firme sobre as declarações do capitão PM Styverson Valentim, que neste final de semana provocou uma crise institucional envolvendo as polícias Civil e Militar, após vazar em grupos de whatsapp uma fala de sua autoria, na qual chamou os policiais civis de preguiçosos.

Através de mensagem enviada na manhã desta segunda-feira, 30, via whatsapp, para oficiais do alto escalão da Polícia Militar, Albérico considerou Valentim um mau caráter. “Toda instituição tem mau caráter como esse cidadão que se acha acima de tudo e de todos, ao ponto de dizer que não esta vinculado a nenhuma instituição, nem mesmo a Policia Militar”, destacou.

Mais adiante, o delegado veterano questiona o fato de o comando da PM não ter se pronunciado sobre as declarações do capitão, que, segundo ele, “desrespeitou até a própria instituição”.

Albérico Noberto chega a fazer uma ameaça velada a Valentim, que vem se notabilizando por gostar de aparecer e de não resistir aos holofotes da mídia. “ Se não houver uma resposta à altura, as coisas não irão terminar bem para este indivíduo”, enfatiza.

Albérico Nobrega tece ainda elogios ao Coronel R1 Walterler, que foi uma das primeiras vozes dentro da PM a se posicionar contrário as declarações de Valentim. “Faço minhas as palavras do Cel. Walterler, profissional integro e competente como são a grande maioria dos policiais militares independente de patente”.

 

Do blog de Flávio Marinho
Notícias

No RN, servidores lavam calçada da CGU e pedem saída de ministro

Servidores da CGU no RN lavaram a calçada do órgão nesta segunda (30) (Foto: Wild Nascimento)

Servidores da CGU no RN lavaram a calçada do órgão nesta segunda (30) (Foto: Wild Nascimento)

Servidores da extinta Controladoria Geral da União (CGU) lavaram a calçada do órgão em Natal nesta segunda-feira (30) em protesto contra o rebaixamento do status da instituição. O ato tem como reivindicação também a saída do ministro da Transparência, Fiscalização e Controle, Fabiano Silveira.

A CGU foi extinta pelo presidente em exercício Michel Temer e teve suas atribuições absorvidas pelo recém-criado Ministério da Transparência, Fiscalização e Controle, chefiado por Silveira.

O protesto aconteceu por volta das 15h na calçada em frente à CGU, no bairro da Ribeira, Zona Leste de Natal. De acordo com a auditora Elaine Faustino, os servidores estão mobilizados desde o dia 13 de maio, quando o presidente em exercício alterou a vinculação do órgão que deixou de ser subordiando diretamente à Presidência da República e passou a ter o mesmo status dos outros ministérios. Para os auditores, a mudança implica em perda de autonomia.

“A alteração da vinculação da CGU à presidência mexe com a autonomia do órgão. Quando você está auditando o Ministério de Educação, por exemplo, você emite recomendações que envolvem o ministério e, eventualmente, o próprio ministro. Não pode um ministério fiscalizar outro. A CGU é um órgão de controle, não pode estar no mesmo patamar de todos os ministérios”, disse Elaine Faustino.

O protesto desta segunda-feira (30) pede também a exoneração de Fabiano Silveira, ministro da Transparência, Fiscalização e Controle. Neste domingo (29), reportagem exclusiva do Fantástico revelou gravações na qual o ministro critica a condução da Operação Lava Jato pela Procuradoria Geral da República (PGR) e dá conselhos a investigados em uma conversa com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), e o ex-presidente da Transpetro, novo delator do esquema de corrupção que atuava na Petrobras.

“Os servidores não podem compactuar com um ministro que esteja envolvido com qualquer ato de restrição de investigação”, afirmou Elaine Faustino. Segundo ela, também nesta segunda-feira, 26 chefes de regionais da CGU de todo o país entregaram os cargos.

Gravações

Cerca de três meses antes de assumir o Ministério da Transparência, Fabiano Silveira esteve em uma reunião na residência oficial de Renan Calheiros na qual a Operação Lava Jato foi amplamente discutida.

Participam da reunião, além de Sérgio Machado e Renan Calheiros, Bruno Mendes, advogado e ex-assessor do presidente do Senado, e Fabiano Silveira, que, à época, integrava o Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

No encontro, relatou o ex-presidente da Transpetro aos investigadores, foram discutidas as providências e ações que ele estava pensando em relação à Operação Lava Jato.

No áudio, é possível entender que Fabiano Silveira orienta Renan e Sérgio Machado sobre como se comportar em relação à PGR. A qualidade do áudio é ruim, há varias pessoas na sala, mas é possível identificar as vozes do presidente do Senado, do ex-presidente da Transpetro, de Fabiano Silveira e de Bruno Mendes.

G1 RN
Notícias

Comoção marca o enterro do cantor Renan Ribeiro em Conchal, SP

Corpo do cantor Renan Ribeiro é enterrado em Conchal (Foto: Fabio Rodrigues/ G1)

Corpo do cantor Renan Ribeiro é enterrado em Conchal (Foto: Fabio Rodrigues/ G1)

O corpo do cantor Renan Ribeiro foi enterrado por volta das 17h40 desta segunda-feira (30), no Cemitério Municipal de Conchal (SP). A comoção marcou a cerimônia acompanhada por parentes, amigos e fãs. O ex-participante do The Voice Brasil, de 26 anos, morreu após um acidente em Mogi Mirim (SP) na noite de domingo (29), quando ia para um rodeio em Engenheiro Coelho e bateu em um caminhão na Rodovia João Tozella.

Durante o enterro, a música “Estrada da Vida” de Milionário e José Rico foi cantada pelos presentes, que encerraram o sepultamento com aplausos.

O corpo do sertanejo chegou ao local por volta das 14h40 e o velório começou 15h15. O enterro estava previsto para 17h e atrasou por conta da chuva e da quantidade de pessoas que queriam se despedir do cantor. Cerca de duas mil pessoas estiveram no local. A Prefeitura de Conchal decretou luto oficial nesta segunda-feira pela morte do cantor.

Corpo do cantor Renan Ribeiro é enterrado em Conchal (Foto: Fabio Rodrigues/ G1)

Corpo do cantor Renan Ribeiro é enterrado em Conchal (Foto: Fabio Rodrigues/ G1)

G1
Policial » Política

Ex-presidente do PSDB mineiro é preso em operação policial em Belo Horizonte

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

O ex-presidente do PSDB de Minas Gerais Narcio Rodrigues, que foi secretário no governo do hoje senador Antonio Anastasia (PSDB), foi preso nesta segunda-feira (30), em Belo Horizonte. Ele foi levado pela manhã para prestar depoimento à Promotoria de Combate ao Crime Organizado do Ministério Público de Minas Gerais (MP-MG).

O tucano é investigado em operação deflagrada pelo MP, Polícia Federal e Polícia Militar. Ex-deputado federal, Narcio foi secretário de Ciência e Tecnologia de Antonio Anastasia entre 2011 e 2014.

A operação teria como objetivo investigar suposto desvio de recursos para a construção do Centro Internacional de Educação, Capacitação e Pesquisa Aplicada em Águas (Hidroex), erguido pelo governo de Minas em Frutal, no Triângulo Mineiro, cidade natal e reduto eleitoral de Rodrigues.

A autorização para o início das atividades do centro foi assinada pelo então governador Aécio Neves, atual senador por Minas e presidente nacional do PSDB, em fevereiro de 2010.

‘Decência e honestidade’

O filho de Narcio Rodrigues, o deputado federal Caio Narcio, acompanhou o pai no MP. O parlamentar não atendeu às ligações feitas pela reportagem. Na votação pelo impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff na Câmara, Caio Narcio votou a favor da admissão do pedido contra a petista, levantou a bandeira do Brasil e fez o seguinte discurso: “Por um Brasil onde meu pai e meu avô diziam que decência e honestidade não era possibilidade. Era obrigação. Por um Brasil onde os brasileiros tenham decência e honestidade. Por Minas, pelo Brasil, para os jovens que estão lá fora nas ruas, verás que um filho teu não foge à luta”. Em seguida, disse “sim” e beijou a bandeira nacional.

 

R7, com Estadão
Notícias

Roteiro de cavernas fomentará turismo regional no interior do RN

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Se o binômio sol e mar é o carro-chefe do turismo no Rio Grande do Norte, a riqueza do Estado potiguar possibilita inúmeras outras maneiras de fomentar o segmento. Hoje (30) aconteceu reunião para discutir as potencialidades turísticas em cavernas do RN. Secretários e técnicos no assunto apresentaram sugestões para que a ideia se torne um roteiro turístico consolidado em breve.

Hoje existem mais de mil cavernas catalogadas no Rio Grande do Norte, sendo mais de 10% com potencial turístico a ser explorado. Para montagem de um roteiro inicial foram selecionadas oito cavernas e um sítio arqueológico, situados nos municípios de Mossoró, Apodi, Martins e Felipe Guerra. Entre os critérios adotados também se levou em consideração a rede hoteleira já apta a receber boa demanda turística.

“Este governo acredita na interiorização do turismo desde o início da gestão. O Geoparque Seridó já é quase uma realidade. Semana passada levamos o Festival de Jazz para Mossoró e bancamos a segunda edição em São Miguel do Gostoso. E esse roteiro de cavernas é outra maneira de fomentarmos o turismo regional integrado”, avaliou o secretário estadual de Turismo, Ruy Gaspar.

Notícias

Presidente da ALRN e governador em exercício recebem comitiva para debater PL do presídio

Foto: João Gilberto

Foto: João Gilberto

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira de Souza (PSDB), e o governador em exercício, Fábio Dantas (PCdoB) receberam representantes do TJRN, OAB, MPRN, nesta segunda (30). O encontro teve como tema o anteprojeto de lei ordinária proposto pelo Tribunal propondo acordo de cooperação entre o TJRN e o Governo do Estado, para transferência de R$ 20 milhões que serão incorporados ao Fundo Penitenciário do Estado do Rio Grande do Norte (Funpern), aplicado em investimento exclusivo na construção de um presídio com 600 vagas.

Na reunião, que contou ainda com a presença de sete deputados estaduais, ficou estabelecida a participação de representes das instituições e mais os secretários de Estado da Administração, Infraestrutura e Justiça e Cidadania, na reunião conjunta, nesta terça-feira (31) das Comissões de Constituição, Justiça e Redação, Comissão de Administração, Serviços Públicos e Trabalho, e Comissão de Finanças e Fiscalização, que analisam o anteprojeto de lei.

“O entendimento para a participação das entidades na reunião conjunta das comissões servirá para dirimir todas as dúvidas a respeito do anteprojeto de lei que tramita na Casa Legislativa”, salienta Ezequiel Ferreira, cujo pensamento foi compartilhado pelo governador em exercício Fábio Dantas e pelo deputado Dison Lisboa (PSD), líder do Governo na Assembleia.

O promotor Antônio de Siqueira Cabral, que atua na tutela do sistema prisional no Estado, dentre outra dúvidas citou o prazo exíguo de 24 meses para projetar, licitar e construir um presídio, formatação do repasse dos recursos do TJRN para Executivo e os custos para a obra. “É preciso esclarecer alguns pontos até para se evitar processos futuros, inclusive de responsabilidades”, acrescenta.

O desembargador Francisco Saraiva Dantas Sobrinho participou da reunião representando o Tribunal de Justiça. Os deputados Raimundo Fernandes (PSDB), Souza Neto (PHS), Dison Lisboa (PSD), George Soares (PR), Tomba Farias (PSB), Nélter Queiroz (PMDB) e Ricardo Motta (PSB), também estiveram presentes, bem como o secretário geral da Assembleia, Augusto Carlos Viveiros.

ALRN
Chuvas » Paraíba

Na Paraíba, fortes chuvas carregam peixes para rua de João Pessoa

Um a forte chuva na cidade paraibana de João Pessoa levou várias pessoas para as ruas para “pescarem”. O problema é que os peixes estão saindo nas diversas bueiras instaladas.

Em dezembro de 2015 aconteceu esta mesma situação, já que moradores da área conseguiram encher dois baldes com os peixes que estavam na rua e que, segundo confirmou a Secretaria de Infraestrutura de João Pessoa, eram da Lagoa do Parque Solon de Lucena.

Currais Novos

CURRAISNOVENSE VICENTE LENILSON DESABAFA: “Fui convidado para participar do revezamento da tocha Olímpica em dois estados, menos pelo meu”

Foto: Reprodução / Facebook

Foto: Reprodução / Facebook

Enquanto se convida pessoas que não tem nada haver com esportes deixa de lado um medalhista olímpico.

Vale lembrar que entre as diversas conquistas em sua carreira, o potiguar Vicente Lenilson, natural de Currais Novos, foi medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2000, em Sydney(Austrália), prata no Mundial de Saint-Denis em 2003, no revezamento, 4 x 100m, e ouro no Jogos Pan-americanos de 2007, também no revezamento 4x100m rasos.

Blog de São Vicente
Notícias » Policial

Laudo tardio de vítima de estupro coletivo no Rio não aponta violência

Adolescente declarou receber ameaças pela internet e que se sentiu desrespeitada na delegacia.

Adolescente declarou receber ameaças pela internet e que se sentiu desrespeitada na delegacia.

O programa “Bom Dia Rio”, da TV Globo, informou que o laudo da perícia sobre o caso do estupro coletivo de uma menina de 16 anos, ocorrido na zona oeste do Rio de Janeiro, não apontou indícios de violência. Segundo o telejornal da manhã desta segunda-feira (30), o resultado negativo é consequência do longo tempo que a vítima levou para fazer o registro na polícia – e o posterior exame de corpo de delito.

Desde a madrugada, a Polícia Civil realiza buscas para cumprir mandados de prisão e de busca e apreensão contra seis acusados de participar do estupro coletivo, praticado contra uma adolescente de 16 anos no Morro do Barão.

A ação é coordenada pela delegada Cristiana Onorato, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV), e pelo diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada, Ronaldo de Oliveira.

Houve troca dos delegados que cuidavam do caso no domingo – Cristiana Onorato, da DCAV no lugar de Alessandro Thiers, titular da Delegação de Repressão aos Crimes de Informação (DRCI) –, segundo a assessoria de imprensa da Polícia Civil, para “evidenciar o caráter protetivo à menor vítima na condução da investigação, bem como afastar futuros questionamentos de parcialidade no trabalho”.

A mudança atendeu ao pedido da advogada da vítima, Eloísa Samy Santiago, que recorreu à Justiça do Rio e ao Ministério Público com o argumento de que a adolescente foi intimidada pelo delegado durante os depoimentos prestados na última sexta-feira (27).

Em entrevista no domingo ao Fantástico, da TV Globo, a jovem declarou que está recebendo ameaças pela internet e que se sentiu desrespeitada na delegacia onde prestou dois depoimentos.

“Quando vim à delegacia, não me senti à vontade em nenhum momento. Acho que é por isso que as mulheres não fazem denúncias”, disse a adolescente. “Tentaram me incriminar, como se eu tivesse culpa por ser estuprada.”

No mesmo dia, a família decidiu dispensar a advogada Eloísa, que defendia a adolescente no caso. A jovem será protegida pelo Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, em parceria com o governo federal.

Cristiana Onorato, da Delegacia da Criança e do Adolescente, substitui Thiers à frente do caso.

Cristiana Onorato, da Delegacia da Criança e do Adolescente, substitui Thiers à frente do caso.

Estadão Conteúdo

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!