Arquivos:

Notícias

Mais de 1,3 tonelada de cocaína da Colômbia são apreendidas no Oceano Pacífico

Mais de 1,3 toneladas de cocaína procedentes da Colômbia foram apreendidas em águas internacionais do Oceano Pacífico, perto das fronteiras marítimas do Equador e de El Salvador, anunciou a polícia colombiana.

A apreensão da mercadoria, “propriedade de uma organização criminosa formada por colombianos e equatorianos e baseada no Pacífico”, foi resultado de um esforço conjunto da polícia e dos militares da Colômbia e do Equador.

Essas operações foram apoiadas pela agência antidroga dos Estados Unidos (DEA) e por uma força de combate ao narcotráfico com sede na Flórida (Sudeste dos Estados Unidos).

Um barco rápido foi interceptado a 200 milhas náuticas de El Salvador com uma carga de 750 quilos de cloridrato de cocaína, informou a polícia judiciária colombiana, acrescentando que em uma primeira operação, dois equatorianos e um colombiano foram detidos.

Numa segunda ofensiva das autoridades no Pacífico, na fronteira com o Equador, foram apreendidos 613 quilogramas de cocaína e detidas cinco pessoas de nacionalidades não reveladas.

Na semana passada, a Colômbia e o Equador anunciaram que planejam criar uma força militar conjunta para reforçar a segurança na fronteira comum, que se estende por 700 quilômetros, onde operam cartéis de droga e grupos armados ilegais.

A Colômbia é o primeiro produtor mundial de folha de coca, que compõe a base da cocaína.

Em 2014, o país exportou aproximadamente 442 toneladas de cocaína, segundo a Organização das Nações Unidas (ONU).

Notícias » Policial

Agentes apreendem 50 celulares em penitenciária da Grande Nata

Além dos 50 telefones, também foram encontradas mais de 30 facas artesanais e drogas (Foto: G1/RN)

Além dos 50 telefones, também foram encontradas mais de 30 facas artesanais e drogas (Foto: G1/RN)

Cinquenta telefones celulares, mais de 30 facas (muitas delas de fabricação artesanal) e pequenas porções de drogas foram apreendidos durante uma revista de rotina realizada na Penitenciária Estadual de Parnamirim (PEP), na Grande Natal.

As buscas, feitas no pavilhão 1 da penitenciária, foram realizadas por agentes penitenciários de plantão e do Grupo de Operações Especiais (GOE) ao longo da manhã e início da tarde desta segunda-feira (28).

Adailton Pessoa, diretor da penitenciária, informou que a revista foi necessária em razão de denúncias de arremessos de objetos por cima dos muros da unidade. “Uma sindicância foi instaurada para apurar como os objetos apreendidos entraram na unidade. É obrigação nossa”, acrescentou.

Potengi

Já na manhã desta terça-feira (29), no Centro de Detenção Provisória do Potengi, na Zona Norte de Natal, agentes que trabalham no local conseguiram interceptar um pacote que foi arremessado para dentro da unidade. Dentro da embalagem estavam três aparelhos celulares, chips e drogas.

A pessoa que jogou o pacote para dentro do CDP conseguiu fugir.

Dentro da embalagem estavam três aparelhos celulares, chips e drogas (Foto: G1/RN)

Dentro da embalagem estavam três aparelhos celulares, chips e drogas (Foto: G1/RN)

G1 RN
Ministério Público » Notícias

MPRN investiga acesso aos cargos de procurador da Assembleia Legislativa

MP apura ocupação de cargos de procurador na Assembleia do RN (Foto: João Gilberto/ALRN)

MP apura ocupação de cargos de procurador na Assembleia do RN (Foto: João Gilberto/ALRN)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte instaurou inquérito civil para investigar a regularidade do acesso aos cargos de procurador da Assembleia Legislativa potiguar. A portaria que instaura a investigação, assinada pela promotora Hellen de Macêdo Maciel, foi publicada na edição desta terça-feira (29) do Diário Oficial do Estado (DOE).

O documento diz que tem como fundamento legal o artigo 37 da Constituição Federal, que estabelece que “a investidura em cargo ou emprego público depende de aprovação prévia em concurso público de provas ou de provas e títulos, de acordo com a natureza e a complexidade do cargo ou emprego”.

O objetivo do inquérito é apurar se os cargos de procurador da Assembleia são ocupados de forma legal e, caso haja irregularidade, de quem é a responsabilidade por isso. A investigação teve início em uma representação do Centro de Apoio Operacional às Promotorias do Patrimônio Público do MP potiguar.

A promotora Hellen Maciel pediu à Assembleia Legislativa que envie ao procurador-geral de Justiça, Rinaldo Reis, no prazo de 10 dias úteis: a lista completa de todos os procuradores ativos e inativos da Casa, acompanhada de cópia das respectivas fichas funcionais; os processos de admissão relativos aos cargos de procurador da Assembleia Legislativa do RN, se existentes; e ainda informações sobre quais concursos públicos foram realizados para o provimento do cargo de procurador da Assembleia, com as datas de realização, homologação, prazo de validade e cargos providos.

Polêmica com os comissionados

A Assembleia Legislativa do RN vem sendo alvo de polêmicas desde o lançamento do novo Portal da Transparência do órgão. De acordo com os dados, somente entre os anos de 2011 e 2016 foram criados 1.756 cargos de confiança. O número representa um aumento de 86% no total de funcionários ativos. Enquanto isso, os cargos de provimento efetivo e os de livre nomeação e exoneração já totalizam 379 e 2.592 servidores, respectivamente, o que significa que para cada cargo efetivo existiam sete cargos comissionados.

Após as polêmicas, o presidente do Assembleia, Ezequiel Ferreira, anunciou o corte de 700 cargos comissionados e a convocação de candidatos aprovados em concurso. Três dias após o anúncio, uma resolução foi aprovada pelos deputados extinguindo 345 cargos em comissão e 979 funções gratificadas de atividades de níveis básico, médio e superior. No entanto, a mesma resolução criou 632 novos cargos comissionados, reduzindo o número total de cargos, mas aumentando a quantidade de comissionados.

G1 RN
Notícias » Paraíba » Policial

Mulher sequestrada após assalto aos Correios é encontrada; gerente segue desaparecido

Carro da mulher foi achado em canavial da PB.

Carro da mulher foi achado em canavial da PB.

Foi encontrada, na manhã desta terça-feira (29), a mulher sequestrada após assalto na agência dos Correios de Juarez Távora (Agreste paraibano, a 75 km de João Pessoa) nessa segunda-feira (28). O gerente da instituição, que também foi levado pelos bandidos, segue desaparecido.

Segundo o comandante do 8º Batalhão da Polícia Militar, major Oscar Beuttenmüller, a mulher foi encontrada em uma escola na zona rural de Juripiranga. A vítima informou que ela, o gerente dos Correios e os bandidos passaram a noite no local. Ao amanhecer, os criminosos empreenderam uma nova fuga. Ela foi abandonada na escola, enquanto o gerente continuou refém do grupo.

Ainda conforme o major, a mulher está bastante assustada e não apresenta sinais de agressão. Ela será levada para a delegacia de Polícia Civil para prestar depoimento.

A polícia segue mobilizada e várias viaturas realizam buscas na região no intuito de localizar a outra vítima, bem como prender os suspeitos.

 

Portal Correio
Educação » Finanças » Notícias

Crise e Fies menor desestimulam entrada de aluno no ensino superior, diz pesquisa

A atual crise econômica e as restrições no programa de financiamento estudantil do governo, o Fies, podem frustrar a expectativa de pessoas que concluíram o ensino médio de ingressarem no ensino superior, segundo pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular. Entrevistas com pessoas que têm diploma de ensino médio e disseram se interessar por uma faculdade apontaram que, para 41% dos ouvidos, a crise desestimula o ingresso no ensino superior. A crise do Fies também é vista como um fator que atrapalha os planos.

Segundo o Data Popular, entre os entrevistados que conheciam a crise do Fies (95% do total), 55% acreditava que ela é um fator que atrapalha os planos de estudar. Os dados foram apresentados durante um evento do setor de ensino superior privado, promovido pelo Semesp (Sindicato das Mantenedoras de Ensino Superior), em São Paulo.

Embora a faculdade seja classificada como o “maior sonho” por 32% das pessoas ouvidas, os potenciais alunos do futuro enxergam dificuldades de curto prazo para atingir esse objetivo, afirmou o presidente do Data Popular, Renato Meirelles.

A pesquisa identificou que, principalmente entre os mais jovens, com 18 a 24 anos, existe a expectativa de contar com bolsas ou financiamento para estudar. Entre esses jovens, apenas 50% esperam contar com o Fies para ingressar no ensino superior.

O levantamento aponta ainda que a dependência de bolsas ou financiamentos ocorre num cenário em que o público-alvo das universidades privadas tem dificuldade de se planejar para pagar os estudos. Ao todo, 66% não têm um planejamento financeiro para poder estudar.

O financiamento estudantil privado, porém, não é visto ainda como uma alternativa possível. Entre os mais jovens, apenas 3% têm a intenção de obter esse tipo de financiamento com bancos e, para os que têm mais de 24 anos, esse indicador é de 4%. “As respostas indicam que eles temem os juros abusivos e temem não ter o crédito aprovado”, afirma Rodrigo Capelato, diretor executivo do Semesp.

Apesar do impacto negativo da crise, Meirelles avalia que o temor da crise não “desmobiliza” esse público potencial das universidades. De acordo com ele, uma pesquisa qualitativa indica que esse público ainda é otimista com relação ao seu sucesso no futuro, o que é um sinal de que haveria espaço para retomar os planos de estudar em algum momento.

 

R7, com AE
Judiciário » Política

Janot diz ao STF que nomeação de Lula como ministro deve ser mantida

Foto: Xinhua/Rahel Patrasso

A nomeação de Luiz Inácio Lula da Silva para o cargo de ministro de Estado Chefe da Casa Civil da Presidência da República deve ser mantida, mas investigações criminais e possíveis ações penais referentes a ele devem, em princípio, ser mantidas no primeiro grau de jurisdição. Esse é o teor da manifestação enviada, nesta segunda-feira (28), ao Supremo Tribunal Federal, pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

O parecer inclui a ressalva de que a competência para investigações e processos contra o ex-presidente pode ser alterada se houver mudanças de competência prevista nas leis processuais, como a conexão de processos.

Na peça, Janot explica que, do ponto de vista estritamente jurídico, não há obstáculo à nomeação de pessoa investigada criminalmente. Porém, em virtude da atuação inusual da Presidência da República em torno da nomeação, “há elementos suficientes para afirmar ocorrência de desvio de finalidade no ato”.

Por isso é que Janot recomenda a manutenção das investigações criminais relativas ao ex-presidente Lula no primeiro grau da Justiça Federal para evitar que a nomeação produza efeitos negativos na investigação.

 

UOL
Notícias » Policial

Quadrilha rouba arma de vigilante e leva cofre dos Correios no RN

Criminosos roubaram o cofre e a arma do vigilante da agência dos Correios em Senador Georgino Avelino, no Leste potiguar, na madrugada desta terça-feira (29). De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes invadiram o estabelecimento pelo teto. Ninguém foi preso.

Segundo o subtenente Valdenor Francisco do Nascimento, comandante do destacamento, os assaltantes destelharam e invadiram o prédio pelo teto. Além de levar o cofre da agência, eles roubaram a arma e o colete do vigilante, que estavam guardados junto ao cofre.

“Os homens também levaram algumas câmeras de segurança da agência. Na fuga, eles arrombaram a porta da frente. O pé de cabra usado foi deixado dentro do prédio”, explicou o subtenente Valdenor.

G1 RN
Notícias

Pós-Lava Jato, Petrobras já demitiu 170 mil funcionários

Desde que foram alvejadas pela Operação Lava Jato, há pouco mais de dois anos, a Petrobras e suas subsidiárias demitiram 169,7 mil pessoas. O corte já representa o equivalente a 61% da equipe atual, que estava em 276,6 mil em fevereiro de 2016. Em dezembro de 2013, eram 446,3 mil pessoas –de cada 10 trabalhadores empregados antes da Lava Jato, 4 foram dispensados (veja quadro com a evolução do número de vagas na pág. A20).

Os dados foram compilados pela Folha, a partir de dados apresentados ao conselho de administração da estatal e da pesquisa nos relatórios publicados pela empresa nos últimos 12 anos. Os números mostram que, em meio à euforia das enormes reservas do pré-sal, a estatal saiu de 198,9 mil funcionários em 2004 para o recorde de 446,3 mil em 2013.

Folha
Notícias » Política

Janot opina a favor da nomeação de Lula, mas defende Moro no comando da Lava Jato

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, se manifestou nesta segunda-feira (28) a favor da validação, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), da nomeação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva como ministro-chefe da Casa Civil. Em parecer enviado ao STF, no entanto, ele opinou por manter as investigações sobre o petista até a data de sua posse, no último dia 17, sob a supervisão do juiz Sérgio Moro, que conduz os processos da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal.

A posição do PGR foi remetida para instruir duas ações sob relatoria do ministro Teori Zavascki, contra a nomeação de Lula, protocoladas por PSDB e PSB. No documento, Janot diz que a nomeação de Lula por Dilma contém elementos de “desvio de finalidade”, isto é, serviu para deslocar as investigações sobre o petista para o STF, onde os processos de apuração são mais lentos.

“O acervo probatório e elementos que se tornaram notórios desde a nomeação e posse do ex-Presidente permitem concluir que a nomeação foi praticada com intenção de afetar competência de juízo de primeiro grau. Há danos objetivos à persecução penal, pela necessidade de interromper investigações em curso, pelo tempo para remessa das peças de informação e para análise delas por parte dos novos sujeitos processuais e pelos ritos mais demorados de investigações e ações relativas a pessoas com foro por prerrogativa de função”, escreveu Janot no parecer.

 

G1
Notícias » Saúde

Em busca de vacina e teste para diagnóstico, países fazem corrida contra o zika

Quase 70 anos depois de ter sido identificado na África, o zika vírus mobiliza de forma inédita a comunidade internacional em busca de uma solução. Esquecido por décadas, o vírus apenas passou a ser alvo de atenção depois dos casos de microcefalia no Brasil e diante da constatação da Organização Mundial da Saúde (OMS) de que até 4 milhões de pessoas poderiam ser afetadas apenas nas Américas em 2016.

Uma corrida foi lançada em institutos de pesquisa e em multinacionais em busca de novos produtos. Se durante anos os incentivos econômicos eram inexistentes para produzir alguma resposta, hoje as empresas sabem que quem chegar primeiro será amplamente recompensado por um mercado ávido por qualquer novidade no combate ao zika ou ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da doença.

Documentos internos da OMS obtidos pela reportagem revelam a dimensão da corrida. No total, 96 companhias e institutos têm se lançado na busca por soluções para o zika vírus – 31 instrumentos de diagnósticos têm sido pesquisados, além de 27 vacinas, 8 produtos de terapia e 10 novos instrumentos de controle do vetor.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!