Arquivos:

Judiciário » Notícias » Televisão

Record e Tom Cavalcante indenizarão Silvio Santos por sátira no “Show do Tom”

Extinto há mais de cinco anos pela Record, o “Show do Tom” continua dando dor de cabeça para a emissora de Edir Macedo por conta de alguns processos.

O mais famoso deles é movido por Silvio Santos, que não gostou de uma sátira realizada pelo humorístico de Tom Cavalcante em 2005, quando Tom brincou com o programa “Qual é a Música?”. Uma decisão em relação a este processo foi tomada nesta segunda-feira (28).

Segundo o jornal Folha de S.Paulo, a Justiça de São Paulo determinou que a Record e Tom Cavalcante devem indenizar Silvio Santos em 349 mil reais.

No processo, o dono do SBT alegou “desrespeito ao direito autoral” por conta da reprodução de atrações. Além do “Qual é a Música?”, Silvio também citou o clássico “Show de Calouros”, comandado por ele entre os anos 70 e 90 nas noites de domingo, com muito sucesso.

Na ocasião, Silvio conseguiu proibir Tom de imitá-lo na Record, o que causou inclusive preocupação na concorrência. Aproveitando o caso, o “Pânico” pediu uma autorização para Wellington Muniz, o Ceará, imitar Silvio, o que foi autorizado pelo próprio.

Tom Cavalcante, em consulta feita, disse que desconhecia os rumos da ação porque o canal assumiu o caso. Por meio de assessoria de imprensa, disse que tem uma “relação de respeito e admiração” por Silvio Santos, e que inclusive participou recentemente de seu programa no SBT.

UOL
Notícias » Política

Acabou: PMDB oficializa rompimento com governo Dilma

O Diretório Nacional do PMDB decidiu nesta terça-feira (29), por aclamação, romper oficialmente com o governo da presidente Dilma Rousseff. Na reunião, a cúpula peemedebista também determinou que os seis ministros do partido e os filiados que ocupam outros postos no Executivo federal entreguem seus cargos.

O vice-presidente da República e presidente nacional do PMDB, Michel Temer, não participou da reunião que oficializou a ruptura com o governo. O encontro partidário foi realizado em um dos plenários de comissões da Câmara dos Deputados.

A decisão do PMDB aumenta a crise política do governo e é vista como fator importante no processo de impeachment de Dilma. Há a expectativa de que, diante da saída do principal sócio do PT no governo federal, outros partidos da base aliada também desembarquem da gestão petista.

Atualmente, o PMDB detém a maior bancada na Câmara, com 68 deputados federais. O apoio ao governo, porém, nunca foi unânime dentro da sigla e as críticas se intensificaram com a crise econômica e a deflagração do processo de afastamento  da presidente da República.

Na reunião desta terça, os peemedebistas decidiram que todos os seis ministros da legenda terão que deixar os cargos. Quem descumprir a medida poderá sofrer sanções. Nesta segunda (28), o então ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves, sétimo ministro da legenda, entregou o cargo à presidente Dilma.

O vice-presidente da República, Michel Temer, não compareceu à reunião, sob o argumento de que não desejava “influenciar” a decisão. No entanto, ele teve participação ativa na mobilização pelo desembarque do partido e passou toda a segunda-feira em reuniões com parlamentares e ministros do PMDB, em busca de uma decisão “unânime”.

Dilma também lançou mão dos últimos esforços para tentar resgatar o apoio do partido. Na manhã de segunda, ela chamou ao seu gabinete no Palácio do Planalto seis dos sete ministros do PMDB para avaliar o cenário. No entanto, no fim do dia, Henrique Alves, um dos presentes ao encontro, apresentou a sua carta de renúncia.

Apesar do desembarque, Temer continuará na Vice-Presidência da República sob o argumento de que foi eleito pela população na chapa de Dilma e de que não ocupa, portanto, cargo de submissão à presidente.

Esporte » Futebol » Notícias

Brasil encara o Paraguai e luta para ficar entre os 4 primeiros das Eliminatórias

Seleção precisa vencer o Paraguai para se manter na zona de classificação (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

Seleção precisa vencer o Paraguai para se manter na zona de classificação (Foto: Rafael Ribeiro / CBF)

A matemática do técnico Dunga para ter êxito nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018 é simples: somar pelo menos quatro pontos a cada duas rodadas. Para atingir esse objetivo, a seleção brasileira terá que superar diversos problemas para surpreender o Paraguai, no estádio Defensores del Chaco, às 21h45 (horário de Brasília), em Assunção. O empate por 2 a 2 com o Uruguai fez com que o confronto desta terça-feira (29) se tornasse ainda mais importante, principalmente para o treinador brasileiro.

Desde que retornou à seleção, Dunga nunca esteve tão pressionado. Até uma possível demissão é cogitada nos bastidores da CBF em caso de mais um resultado negativo. A sexta rodada será disputada integralmente nesta terça-feira e o Brasil, atualmente terceiro colocado, pode acabar até em sétimo.

Dunga ressalta a dificuldade que todas as seleções estão tendo na competição. “Sabemos que vai ser disputado até a última rodada. Se nas outras eliminatórias, que não considerávamos tão difíceis, o Brasil sempre se classificou na última rodada, essa será ainda mais complicada. Temos que jogar para vencer”, disse o treinador.

O cenário é ainda mais desfavorável pela ausência do principal jogador. Suspenso pelo segundo cartão amarelo, Neymar está fora da partida, assim como David Luiz, também suspenso. Ambos darão lugar para Ricardo Oliveira e Gil, respectivamente, mudanças que farão a equipe mudar a forma de jogar.

Nos últimos jogos, Douglas Costa, Willian e Neymar se movimentavam bastante na frente, trocavam de posição e abriam espaço na defesa. Foi assim que o time abriu 2 a 0 sobre o Uruguai sem dificuldades na sexta-feira até perder o ritmo, os uruguaios se organizarem e buscarem o empate. Com Ricardo Oliveira, a equipe ganha um referência dentro da área, mas perde na movimentação ofensiva. “Escolhemos pela forma que os jogadores estão treinando e jogaram os últimos jogos da seleção, e pelas características que precisamos em campo”, explicou Dunga.

No Paraguai, todos comemoram a ausência de Neymar, mas o técnico Ramón Diáz adota um discurso mais político. “A ausência é importante porque ele desequilibra, mas o Brasil também tem bons jogadores e vamos tentar fazer a vida do Brasil ser impossível.”

Em relação ao time, Ortiz e Rojas deixaram o jogo com o Equador, na quinta-feira, reclamando de dores musculares, mas devem atuar. A grande atração fica para o jovem Iturbe, de 22 anos, argentino naturalizado paraguaio que deve servir Lescano e Roque Santa Cruz.

Estadão Conteúdo
Notícias

Digitalização do acervo do ITEP já ultrapassa 1 milhão de documentos

“Diariamente são processadas cerca de 36 mil fichas. (Foto: Cedida)

“Diariamente são processadas cerca de 36 mil fichas. (Foto: Cedida)

O Instituto Técnico-Científico de Polícia (ITEP) já transformou mais de 1 milhão de documentos físicos (de papel) em digital, Desde dezembro quando iniciou o processo de digitalização de todo o seu acervo civil e criminal da Coordenadoria de Identificação, dos laudos da Coordenadoria de Criminalística e os da Medicina Legal.

“Diariamente são processadas cerca de 36 mil fichas, atualmente temos 2.145.151 imagens digitais. A digitalização está sendo feita através de uma solução segura e integrada, que possibilita a utilização da tecnologia AFIS – sistema de identificação de digitais – permitindo a pesquisa automática pelas características biométricas contidas no documento”, explicou a Subcoordenadora de Identificação, Taíze Almeida.

Ao todo serão 5 milhões de documentos e a empresa contratada tem até o próximo mês de julho, podendo esse prazo ser prorrogado até dezembro, para concluir o serviço. Além de fornecer equipamentos de informática e capacitar os servidores para o uso da nova tecnologia.

Para o Diretor Geral do ITEP, Odair Júnior, a nova ferramenta mudará a realidade do ITEP. “A digitalização dos acervos civil e criminal será um marco histórico para o ITEP. Com essa aquisição, ganha a população que vai poder receber documentos, como o Certificado de Antecedentes, com uma maior celeridade, o Instituto que terá um maior controle na identificação de cadáveres e suspeitos por crimes. Além das autoridades policiais e do Judiciário, que terão uma resposta mais rápida quantos aos laudos que serão disponibilizados on-line”, disse.

O investimento do Governo do Estado de quase R$ 3 milhões foi viabilizado por meio do Projeto RN Sustentável, e de acordo com a secretária estadual de Segurança Pública e Defesa Social, Kalina Leite, é apenas o início de uma nova fase no Instituto.

PortalNoAr
Notícias

Senai-RN realiza lançamento do Sistema de Gestão de Tecnologia nesta terça

Senai irá lançar projeto nesta terça-feira (Foto: Divulgação)

Senai irá lançar projeto nesta terça-feira (Foto: Divulgação)

A diretoria regional do Senai do Rio Grande do Norte realizará nesta terça-feira (29) de março, às 16h, na Casa da Indústria, o lançamento Oficial do Sistema de Gestão de Tecnologia (SGT).

O evento contará com a participação de Marcela Purificação, Consultora de Negócio do SENAI/SC, e de Marcos Dias, Coordenador no Departamento Nacional do projeto de implantação do Instituto SENAI de Tecnologias (IST), além de diretores, vice diretores e técnicos de tecnologias das Unidades Operacionais do SENAI e gerentes da UNIDEN e UNIET.

O SGT é uma iniciativa do SENAI Nacional, objetivando melhorias no processo gerencial. Utilizado desde janeiro de 2016, como sistema oficial de apropriação e monitoramento de produção física e financeira de STI, o STG produz dados reais de forma instantânea, oportunizando o desenvolvimento de novas ações de apoio á indústria.

PortalNoAr
Política

Câmara aprova MP que abre crédito extra de R$ 37 bilhões para ministérios

A Câmara dos Deputados aprovou nessa segunda-feira (28) a Medida Provisória (MP) 702/15, que abre crédito extraordinário de R$ 37,69 bilhões para os ministérios do Trabalho e Emprego, das Cidades e da Saúde e também para encargos financeiros da União.

O Ministério do Trabalho ficará com mais de R$ 10 bilhões. O das Cidades receberá R$ 8,9 bilhões, enquanto que o da Saúde terá um adicional de R$ 2,5 bilhões. Para os encargos financeiros da União, a MP destina R$ 15 bilhões. O texto agora segue para o Senado.

O Plenário adiou para amanhã, após acordo de lideranças, a votação da MP que abre crédito extraordinário de R$ 1,47 bilhão para os ministérios da Integração Nacional, da Justiça, da Defesa, da Cultura e do Turismo. A medida tranca a pauta da Casa.

Amanhã, as votações da Câmara devem ir até as 19h, uma vez que haverá sessão do Congresso Nacional para deliberar sobre 16 vetos presidenciais apostos a projetos como o que trata da repatriação de recursos no exterior.

Agência Brasil
Política

Supremo decide na quinta-feira se investigações sobre Lula continuam com Moro

O Supremo Tribunal Federal (STF) decidirá na quinta-feira (31) se o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, continuará na condução dos inquéritos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Na semana passada, o ministro Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo, determinou que Moro suspenda as investigações que envolvem Lula, por entender que cabe à Corte analisar se o ex-presidente tem foro privilegiado e deve ser processado pelo tribunal.

Na decisão, que atendeu a pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), Teori suspendeu, com base em jurisprudência da Corte, a divulgação das interceptações envolvendo a Presidência da República e fixou prazo de dez dias para que Sérgio Moro preste informações sobre a divulgação dos áudios do diálogo entre a presidenta Dilma Rousseff e Lula, tornadas públicas após decisão do juiz.

Em parecer enviado hoje ao Supremo, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, manifestou-se favorável à nomeação do ex-presidente Lula no cargo de ministro da Casa Civil.

Apesar de entender que a nomeação deve ser validada para evitar danos à governabilidade diante da crise política, Janot sustentou que a nomeação teve por objetivo tirar a competência do juiz federal Sérgio Moro para presidir as investigações contra o ex-presidente Lula.

De acordo com o procurador, as investigações contra o ex-presidente Lula na Operação Lava Jato até a data da nomeação devem ficar sob responsabilidade do juiz Sérgio Moro.

O ex-presidente é investigado sobre supostas irregularidades na compra da cota de apartamento tríplex, no Guarujá (SP), e em benfeitorias feitas em um sítio frequentado por sua família em Atibaia (SP).

André Richter/Agência Brasil
Notícias

H1N1 atinge 11 Estados e causa 46 mortes no país

A gripe H1N1 já atinge 11 Estados e o Distrito Federal, totalizando 305 casos no país até 19 de março, segundo o Ministério da Saúde. Neste período, pelo menos 46 pessoas morreram em decorrência da doença. A maior parte dos doentes está no Estado de São Paulo.

O total de casos e mortes no primeiro trimestre de 2016 já é maior do que todos os infectados e mortos pelo H1N1 em 2015, quando 141 pessoas tiveram a doença e 36 foram a óbito.

A região Sudeste concentrava o maior número de casos de H1N1 (266), sendo 260 em São Paulo, três casos em Minas Gerais e outros três no Rio de Janeiro.

Santa Catarina é o segundo Estado em número de casos (14), seguido de Bahia (10); Pernambuco (5); Distrito Federal (3); Mato Grosso (2); Pará, Ceará, Paraná e Mato Grosso do Sul registraram um caso cada. Um outro caso importado foi notificado e a pessoa morreu.

São Paulo tem mais casos e mortes
São Paulo tem o maior número de mortes (38 no Estado e oito na cidade de São Paulo), seguido por Bahia e Minas Gerais, cada um com dois óbitos; e Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Ceará, com um óbito cada. As vigilâncias locais monitoram os casos de H1N1 e repassam os dados para o Ministério da Saúde.

Um surto de H1N1 foi decretado no Estado e no município de São Paulo, mas o governo local descartou epidemia.

Vacinação antecipada

O noroeste paulista também vive surto do vírus, o que fez a Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo decidir antecipar a vacinação contra o vírus em 67 cidades da região de São José do Rio Preto, objetivando imunizar 323,7 mil pessoas.

A população será vacinada com doses do lote de 2015, com autorização do Ministério da Saúde, já que a campanha nacional de vacinação contra o H1N1 acontece entre 30 de abril e 20 de maio.

Apesar de ter autorizado o uso de vacinas de lotes da campanha de 2015, o Ministério da Saúde afirma que, mesmo as pessoas que tomarem a vacina agora, devem voltar na campanha para se vacinar novamente e, assim, ficar protegido contra os dois outros tipos de vírus, H3N2 e Influenza B. O intervalo entre uma vacina e outra deve ser de 30 dias.

UOL
Notícias

Maldade humana: Hackers invadem e deletam canal da menina que batalha contra um câncer

“Eu sou careca – olha que careca linda – porque eu tive câncer, mas já não tenho mais, tá? Era um tumor, tirei tudo, tá tudo bem, já. Mas o tratamento ainda está acontecendo e logo, logo eu termino”

A menina ganhou o apoio de famosos na web, como o cantor Wesley Safadão, e o youtuber Júlio Cocielo.

Após o roubo das credenciais do canal no YouTube, Felipe Castanhari, conhecido pelo seu canal Nostalgia, manifestou sua revolta com o caso e seu apoio a Lorena. “Já mandei mensagem para um contato que tenho no YouTube BR, mas essa hora de domingo vai ser difícil alguém ver =/”, escreveu Castanhari, em seu perfil no Twitter. “Meu Deus, velho, isso é o fundo do poço, mano! Meu Deus, velho”.

O YouTube Brasil divulgou uma nota oficial sobre o roubo temporário da conta de Lorena: “A empresa lamenta o ocorrido e informa que o caso já está sendo investigado. A companhia reforça que, para todos os canais, quando há uma suspeita em relação à segurança, oferece auxílio por meio da central de ajuda“.

O Careca TV tem pouco mais de 7.000 inscritos e seu único vídeo tem quase 12.000 visualizações no momento da publicação desta reportagem. Lorena, que está em tratamento de câncer hoje, não se manifestou sobre o caso.

Confira o primeiro vídeo de Lorena a seguir. https://www.youtube.com/watch?v=DSAooawJV6A

Notícias » Saúde

Governo divulgará reajuste nos medicamentos no dia 31

Na quinta-feira (31), o governo federal vai divulgar o índice de reajuste nos preços dos medicamentos, conforme prevê a legislação. Mas ao contrário dos outros serviços de preços administrados, como combustíveis, energia e transportes, o reajuste não deverá ser tão rigoroso.

Isso porque o setor já trabalha com a expectativa de o governo conceder um reajuste abaixo da inflação, como ocorre tradicionalmente a cada ano. Além disso, houve mudanças na fórmula do cálculo de reajuste que poderá diminuir o índice de reajuste, segundo o Ministério da Saúde.

Últimos Eventos

21/09/2019
São Vicente/RN
03/03/19
Master Leite
06/05/18
Parque Dinissauros - Povoado Sto Antonio (Cobra)
Março 2017
Aero Clube

Mais eventos

Jornal Expresso RN

Baixar edições anteriores

Curta Jean Souza no Facebook

Siga Jean Souza no Instagram

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!