Arquivos:

Economia

Bandeira tarifária segue vermelha em agosto, diz Aneel

A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) informou nesta sexta-feira (31) que a bandeira tarifária seguirá vermelha no mês de agosto. Na prática, os consumidores vão continuar pagando mais caro pela energia consumida, já que a bandeira vermelha mostra que o custo para gerar energia no país está elevado, resultando em cobrança de taxa extra.

O sistema de bandeiras foi criado para sinalizar aos consumidores o real custo de produção da energia, o que é feito por meio da cor da bandeira impresso nos boletos das contas de luz. Se a cor é verde, a situação está normal e não há cobrança de taxa. Amarela, cobra-se R$ 2,50 para cada 100 kWh de energia consumidos. Se vermelha, a taxa sobe para R$ 5,50 para cada 100 kWh.

A bandeira vermelha está em vigor desde o início do ano, devido à falta de chuvas que reduziu o volume dos reservatórios das principais hidrelétricas do país. Essa situação vem obrigando o governo a manter ligadas todas as termelétricas disponíveis, mesmo com a melhora deste quadro em algumas regiões.

As termelétricas geram energia por meio da queima de combustíveis como óleo e gás. Elas ajudam a poupar água dos reservatórios das hidrelétricas, mas o custo de produzir eletricidade com elas é muito maior.

A conta extra pelo uso das termelétricas é um dos itens cobertos pelas bandeiras tarifárias. Outro é a compra, por algumas distribuidoras, de energia no mercado à vista. Essas concessionárias recorrem ao mercado à vista quando precisam de mais eletricidade para atender aos seus consumidores do que aquela que têm sob contratos. O problema é que, no mercado à vista, a energia também é mais cara.

Policial

Segurança preso confessa morte de cinco mulheres, diz Polícia Civil

Suspeito foi apresentado na Delegacia de Maringá (Foto: Junior Evangelista/RPC)

Suspeito foi apresentado na Delegacia de Maringá (Foto: Junior Evangelista/RPC)

O homem preso suspeito de assassinar uma mulher de 36 anos em Maringá, no norte doParaná, confessou que é responsável pela morte de cinco mulheres na cidade. A informação foi repassada pelo delegado-chefe da 9ª Subdivisão Policial Osmir Ferreira Neves nesta sexta-feira (31).

O suspeito trabalha como segurança e como vendedor autônomo, é casado e pai de dois filhos, segundo a polícia. Os investigadores dizem acreditar que ele é responsável outros três homicídios na cidade.

O delegado-chefe de Maringá disse ao G1 que a forma como os corpos das oito vítimas foram encontrados – estavam nus e foram abandonados em plantações – e depoimentos de testemunhas, levam a polícia a acreditar que o suspeito seja responsável pela morte de Mara Josiane dos Santos e de outras sete mulheres, todas prostitutas.

“Talvez estejamos diante de um dos maiores maníacos do Brasil. O caso ainda não está concluído, mas as investigações apontam para isso”, enfatiza o delegado.

Neves conta ainda que após a prisão do homem de 40 anos algumas mulheres prestaram depoimento à polícia dizendo que o suspeito tentou matar outras garotas de programa.

“Essas testemunhas disseram que esse homem tentou matá-las, mas elas conseguiram fugir. Sabemos que o alvo dele eram as prostitutas, no entanto um travesti disse que também foi vítima do suspeito”, detalha o delegado chefe. Osmir Ferreira Neves não disse quantas mulheres prestaram depoimento ou quantas reconheceram o suspeito.

A Polícia Civil informou ainda que o suspeito já tem passagens pela polícia por receptação e roubo a banco.

Entenda o caso

A investigação começou assim que o corpo de uma mulher ter sido encontrado na área rural de Maringá na segunda-feira (27). Os investigadores encontraram as roupas da vítima a três quilômetros de distância de onde o corpo estava, embaixo de uma torre de energia.

Ao lado das roupas, a polícia encontrou pedaços de um para-choque de um carro azul. Conforme as investigações, o suspeito tem um veículo azul e o para-choque desse automóvel estava danificado. Os pedaços que estavam com a polícia se encaixaram perfeitamente na parte estragada.

Além disso, uma câmera de trânsito flagrou o automóvel do suspeito seguindo sentido o local onde o corpo foi encontrado acima do limite de velocidade permitido para a via na noite em que a mulher teria sido morta. Foi com esses indícios que a polícia pediu a prisão preventiva do homem de 40 anos.

G1
Mega-Sena

Mega-Sena pode pagar R$ 3 milhões neste sábado

O sorteio do concurso 1.728 da Mega-Sena, que será realizado neste sábado (1º), poderá pagar o prêmio de R$ 3 milhões para quem acertar as seis dezenas. O sorteio será realizado a partir das 20h (horário de Brasília), na cidade de Ipanema (MG).

De acordo com a Caixa Econômica Federal (CEF), se um apostador levar o prêmio sozinho e aplicá-lo integralmente na poupança, receberá aproximadamente R$ 21,5 mil por mês em rendimentos. Caso prefira, poderá adquirir 5 imóveis de R$ 600 mil cada ou uma frota de 85 carros populares.

Para apostar

As apostas podem ser feitas até as 19h (de Brasília) do dia do sorteio, em qualquer lotérica do país. A aposta mínima custa R$ 3,50.

Probabilidades

A probabilidade de vencer em cada concurso varia de acordo com o número de dezenas jogadas e do tipo de aposta realizada. Para a aposta simples, com apenas seis dezenas, com preço de R$ 3,50, a probabilidade de ganhar o prêmio milionário é de 1 em 50.063.860, segundo a Caixa.

Já para uma aposta com 15 dezenas (limite máximo), com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de acertar o prêmio é de 1 em 10.003, ainda segundo a Caixa.

O Globo
Mundo

Avião da Força Aérea Colombiana cai e mata 11 militares

Destroços de avião militar que caiu na Colômbia (Foto: Força Aérea Colombiana / via Reuters)

Destroços de avião militar que caiu na Colômbia (Foto: Força Aérea Colombiana / via Reuters)

Pelo menos 11 militares morreram em um acidente de avião da Força Aérea Colombiana (FAC), informaram fontes oficiais nesta sexta-feira (31), revendo o balanço inicial de 12 mortos.

“A Força Aérea Colombiana se permite informar que, na tarde de hoje, a aeronave CASA 235 de transporte com matrícula FAC 1261 se acidentou na zona de Las Palomas, município de Agustín Codazzi, no departamento do Cesar, com 11 tripulantes a bordo”, anunciou a FAC, em um comunicado.

O avião havia relatado uma falha em um dos motores e, quando o aparelho foi finalmente localizado, constatou-se que não havia sobreviventes, completou a nota.

Ao dar a notícia mais cedo no Twitter, o presidente colombiano, Juan Manuel Santos, disse que havia 12 militares mortos. “Lamentamos o terrível acidente de avião CASA, no qual morreram 12 heróis da @FuerzaAereaCol. Nossas sentidas condolências a seus familiares”, lamentou o presidente em sua conta no microblog.

O comandante da Força Aérea, general Carlos Bueno, lamentou a morte dos 11 militares e anunciou que foram abertas investigações a fim de estabelecer as causas do acidente. “Já começaram os trabalhos de resgate e uma comissão da Inspeção Geral da Força Aérea foi para o local para iniciar, junto com um grupo multidisciplinar, as respectivas investigações que, quando chegarem a resultados, serão oportunamente informadas”, disse Bueno.

Segundo Bueno, no acidente morreram sete oficiais e quatro sub-oficiais.

A aeronave havia partido da base militar de Palanquero, no município de Puerto Salgar, departamento de Cundinamarca.

A região de Las Palomas se encontra a aproximadamente 780 km de Bogotá.

G1

Empresas filiadas

Banners Parceiros

Design por: John Carlos
Programação por: Caio Vidal
Botch das divs centrais
X
Experimente o nosso aplicativo para Android. Clique para baixar e aproveite!